A Provisão de Deus em Tempos Difíceis – Ev. Luiz Henrique

A Provisão de Deus em Tempos Difíceis – Ev. Luiz Henrique

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Lição 2, A Provisão de DEUS em Tempos Difíceis

4º Trimestre de 2016 – Título: O Deus de Toda Provisão – Esperança e Sabedoria Divina para a Igreja em meio às Crises Comentarista: Pr. Elienai Cabral

Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva

NÃO DEIXE DE ASSISTIR AOS VÍDEOS DA LIÇÃO ONDE TEMOS MAPAS, FIGURAS, IMAGENS E EXPLICAÇÕES DETALHADAS DA LIÇÃO

http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm AQUI VOCÊ VÊ PONTOS DIFÍCEIS DA LIÇÃO – POLÊMICOS.

TEXTO ÁUREO

“E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de DEUS permanece para sempre.” (1 Jo 2.17).

VERDADE PRÁTICA

A Igreja de JESUS CRISTO é o farol para um mundo em trevas e decaído.

 

LEITURA DIÁRIA

Segunda – Jo 10.10 – Vida abundante em meio a um mundo em crise

Terça – 2 Co 9.8 – Toda a suficiência em meio a um mundo em crise

Quarta – Ef 3.20 – O poder abundante de DEUS em meio a um mundo em crise

Quinta – Fp 4.19 – DEUS suprirá todas as coisas em meio a um mundo em crise

Sexta – Sl 132.15 – DEUS farta de pão o necessitado em meio a um mundo em crise

Sábado – Jo 10.11 – O Bom Pastor cuida de suas ovelhas em meio a um mundo em crise

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE – Êxodo 16.1-15

1 – E, partidos de Elim, toda a congregação dos filhos de Israel veio ao deserto de Sim, que está entre Elim e Sinai, aos quinze dias do mês segundo, depois que saíram da terra do Egito. 2 – E toda a congregação dos filhos de Israel murmurou contra Moisés e contra Arão no deserto. 3 – E os filhos de Israel disseram-lhes: Quem dera que nós morrêssemos por mão do SENHOR na terra do Egito, quando estávamos sentados junto às panelas de carne, quando comíamos pão até fartar! Porque nos tendes tirado para este deserto, para matardes de fome a toda esta multidão. 4 – Então, disse o SENHOR a Moisés: Eis que vos farei chover pão dos céus, e o povo sairá e colherá cada dia a porção para cada dia, para que eu veja se anda em minha lei ou não. 5 – E acontecerá, ao sexto dia, que prepararão o que colherem; e será o dobro do que colhem cada dia.
6 – Então, disse Moisés e Arão a todos os filhos de Israel: À tarde sabereis que o SENHOR vos tirou da terra do Egito, 7 – e amanhã vereis a glória do SENHOR, porquanto ouviu as vossas murmurações contra o SENHOR; porque quem somos nós para que murmureis contra nós? 8 – Disse mais Moisés: Isso será quando o SENHOR, à tarde, vos der carne para comer e, pela manhã, pão a fartar, porquanto o SENHOR ouviu as vossas murmurações, com que murmurais contra ele (porque quem somos nós?). As vossas murmurações não são contra nós, mas sim contra o SENHOR. 9 – Depois, disse Moisés a Arão: Dize a toda a congregação dos filhos de Israel: Chegai-vos para diante do SENHOR, porque ouviu as vossas murmurações. 10 – E aconteceu que, quando falou Arão a toda a congregação dos filhos de Israel, e eles se viraram para o deserto, eis que a glória do SENHOR apareceu na nuvem. 11 – E o SENHOR falou a Moisés, dizendo: 12 – Tenho ouvido as murmurações dos filhos de Israel; fala-lhes, dizendo: Entre as duas tardes, comereis carne, e, pela manhã, vos fartareis de pão, e sabereis que eu sou o SENHOR, vosso DEUS. 13 – E aconteceu que, à tarde, subiram codornizes e cobriram o arraial; e, pela manhã, jazia o orvalho ao redor do arraial. 14 – E, alçando-se o orvalho caído, eis que sobre a face do deserto estava uma coisa miúda, redonda, miúda como a geada sobre a terra. 15 – E, vendo-a os filhos de Israel, disseram uns aos outros: Que é isto? Porque não sabiam o que era. Disse-lhes, pois, Moisés: Este é o pão que o SENHOR vos deu para comer.

OBJETIVO GERAL – Mostrar que DEUS tem provisão, mesmo em um mundo em crise, para aqueles que creem.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Reconhecer a provisão divina em um mundo em crise;

Compreender que o mundo atual está caótico;

Explicar as características do mundo atual.

INTERAGINDO COM O PROFESSOR

Prezado professor, na lição de hoje vamos estudar a respeito da crise econômica que o mundo atual enfrenta, em especial o Brasil. Segundo os especialistas a crise econômica brasileira é resultado da crise política. Mas sabemos que ela é na verdade consequência da ganância e da corrupção dos homens que não temem a DEUS. É resultado da Queda. Contudo, não importa o tamanho e a extensão da crise que estamos enfrentando; DEUS tem sempre a provisão para o seu povo. O Senhor supriu as necessidades dos israelitas durante quarenta anos no deserto. Supriu as necessidades do profeta Elias em Querite, enviando pão e carne. DEUS não mudou. Ele continua abençoando e suprindo as necessidades dos seus filhos. Toda crise é ruim, mas em meio a elas podemos ver o agir de DEUS. Em meio às crises nossa fé é fortalecida.
PONTO CENTRA

Podemos ver a provisão de DEUS mesmo vivendo em um mundo em crise.

Resumo da Lição 2, A Provisão de DEUS em Tempos Difíceis I – PROVISÃO DIVINA EM UM MUNDO CAÓTICO

1. A provisão de DEUS no deserto.

2. A provisão de DEUS para Elias em Querite (1 Rs 17.1-6).

3. A provisão de DEUS para Elias em Sarepta (1 Rs 17.8-16).

II – UM MUNDO CAÓTICO

1. O mundo jaz do Maligno.

2. O mundo globalizado.

3. Tempo de mudanças.

III – CARATERÍSTICAS DO MUNDO ATUAL

1. Uma sociedade centrada no homem.

2. Uma sociedade relativista.

3. Uma sociedade secularizada.

SÍNTESE DO TÓPICO I – Podemos experimentar a provisão divina mesmo vivendo

SÍNTESE DO TÓPICO II – O mundo está caótico, estamos vivendo tempos difíceis.

SÍNTESE DO TÓPICO III – O antropocentrismo, o relativismo e a secularização são características do mundo atual.

SUBSÍDIO BÍBLICO-TEOLÓGICO top1

Não há que duvidar que o tempo todo DEUS sabia como alimentaria os israelitas no deserto. Quando murmuraram, o Senhor revelou seu plano de fornecer pão dos céus para colherem a porção para cada dia. Até no fornecimento de pão DEUS faria uma prova: Queria ver se o povo andaria em sua lei ou não. No sexto dia, as pessoas achariam quantidade suficiente de pão para durar dois dias, em cumprimento da lei do sábado.
DEUS queria que estes israelitas soubessem que aquele que os tirou do Egito ainda estava com eles. À tarde sabereis e amanhã vereis. A glória mencionada no versículo 7 diz respeito à realização da mão de DEUS no suprimento do pão, ao passo que a glória referida no versículo 10 era a manifestação especial de DEUS na nuvem.
Moisés repreendeu os israelitas por murmurarem contra ele e Arão, pois nada significavam – era DEUS quem os conduziriam. Quando DEUS lhes desse carne e pão para comer, eles saberiam que o Senhor ouviria as murmurações feitas contra ele. De certo modo, fornecer comida desta maneira era uma repreensão. DEUS não forneceu comida só porque reclamaram; Ele queria que soubessem que Ele era o Senhor e que não estava contra seus servos, mas contra quem murmurava.
Os filhos de Israel seriam humilhados diante de DEUS. Arão os reuniu, dizendo: Chegai-vos para diante do Senhor, porque ouviu as vossas murmurações. Quando se aproximaram e olharam para o deserto, de repente a glória do Senhor apareceu na nuvem. A prova inconfundível da presença de DEUS na coluna de fogo autenticou as palavras de Moisés e preparou o povo para a glória mais encoberta de milagre que ocorreria. A glória do Senhor deu a estes fracos seguidores de DEUS de ver o mal dos seus corações quando contemplassem a fidelidade de DEUS para com eles. Com a realização do milagre da carne e do pão, eles saberiam que o Senhor era o seu DEUS. Ele teve paciência com estes crentes fracos, cuja fé necessitava de crescimento; em outra época, depois de terem tempo para amadurecer (Nm 14.11,12), eles foram punidos por causa da permanência na incredulidade” (Comentário Bíblico Beacon. 1.ed. Vol 1. Rio de Janeiro: CPAD, 2005, pp. 175,76).

SUBSÍDIO VIDA CRISTÃ top2

“Novo Cenário Mundial

A unificação das duas Alemanhas; o desmantelamento do império soviético; o fim oficial da política do Apartheid na África do Sul; as disputas étnicas e territoriais em regiões como a Bósnia Ezergovina; o conflito entre judeus e árabes pelo reconhecimento de um Estado Palestino; a Guerra do Golfo, que, com o final da guerra fria entre os Estados Unidos e a União Soviética, fez nascer um novo oponente para os americanos; a luta por reconhecimento por parte do povo e a democratização das antigas ditaduras latino-americanas são apenas alguns dos exemplos das mudanças que têm ocorrido no cenário mundial.
Com a formação de blocos de países, como o MCE – Mercado Comum Europeu (conhecido também como Unidade Europeia); o NAFTA – North American Free Trade Agreement, ou Acordo de Livre Comércio da América do norte e o MERCOSUL (do qual o Brasil é importante membro), entre outros, as relações entre os países deixaram de ser meramente bilaterais.
Elas passaram a fazer parte de um contexto muito maior, no qual a globalização de mercados é a principal prioridade. Em blocos, os países menos fragilizados diante de potências economicamente mais forte, e com maior poder de barganha” (AYRES, Antônio Tadeu. Reflexos da Globalização sobre a Igreja: Até que ponto as últimas tendências mundiais afetam o Corpo de CRISTO? 1 ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2001, p.20).

SUBSÍDIO BÍBLICO TEOLÓGICO top3

Antropocentrismo “[Do gr. antropos, homem; do gr. kentron, centro + ismo]. Perspectiva teológica-filosófica que coloca o homem como centro do universo, descartando, na prática, a ideia de um DEUS bom, justo e que se interessa pelos negócios humanos. O antropocentrismo leva sempre em consideração o que declarou o filósofo grego Portágoras: ‘O homem é a medida de todas as coisas.’
Relativismo [Do lat. relativas]. Concepção filosófica segundo a qual nada é definitivamente certo nem absoluto, por depender de contingências e condicionamentos. Sob esta ótica, caem por terra os princípios éticos da verdade. O relativismo moral tem sido utilizado pelos ditadores para destruir os princípios da liberdade e da fé em DEUS.
Secularismo [Do lat. seculu+ismo]. Doutrina que ignora os princípios espirituais na condução dos negócios humanos. O secularismo, ou materialismo, tem o homem, e somente o homem, como a medida de todas as coisas. Pode ser considerado sinônimo de humanismo” (ANDRADE, Claudionor Corrêa de. Dicionário Bíblico Teológico. 8.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1999, pp. 45,253,261).

PARA REFLETIR – A respeito da provisão de DEUS em tempos difíceis, responda:
O que DEUS enviou para sustento do seu povo no deserto?
DEUS enviou o maná (pão) e as codornizes (carne).
Quem todos os dias levava provisão para o profeta Elias?
Os corvos.
Depois de Querite, Elias foi enviado para qual lugar? Quem o sustentou ali?
Elias foi para Sarepta e foi sustentado por uma viúva.
Defina, de acordo com a lição, globalização?
Segundo o dicionário Houaiss, globalização é o “ato ou efeito de globalizar(-se). Espécie de mercado financeiro mundial criado a partir da união dos mercados de diferentes países e da quebra das fronteiras entre esses mercados.”
Cite três características do mundo atual.
Antropocentrismo, relativismo e secularização.

SUGESTÃO DE LEITURA

Dicionário Vine, Novo Manual dos Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos, Dicionário Bíblico Wycliffe   Comentários extras do Ev. Luiz Henrique   Resumo rápido da Lição 2, A Provisão de DEUS em Tempos Difíceis (Ev. Henrique).

I – PROVISÃO DIVINA EM UM MUNDO CAÓTICO Nossos dias são de expectativa da volta de

JESUS devido aos vários sinais de sua volta que hora vivemos e dentre esses a crise instalada no planeta. Somente com a presença e comunhão de DEUS em nós que podemos suportar tantas catástrofes e turbulências. DEUS está conosco e em nós, habita conosco e em nós. Portanto, estejamos quietos e sossegados diante de um mundo em caos. Nosso redentor vive. E até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos. Lucas 12:7 Considerai os corvos, que nem semeiam, nem segam, nem têm despensa nem celeiro, e Deus os alimenta; quanto mais valeis vós do que as aves? Lucas 12:24

1. A provisão de DEUS no deserto. O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus. Filipenses 4:19 Nossas necessidades são vistas e serão supridas na hora de DEUS, segundo seu controle de todas as coisas. E suportou os seus costumes no deserto por espaço de quase quarenta anos. Atos 13:18 – Nunca se envelheceu a tua roupa sobre ti, nem se inchou o teu pé nestes quarenta anos. Deuteronômio 8:4 Impressionante a provisão de DEUS sobre seu povo por quarenta anos no deserto, desde sua saída do Egito até à beira do Rio Jordão. Água, pão, calçado e roupa não faltaram apesar das intempéries à sua volta.Maná e codornizes foram seu alimento. Assim como os israelitas, nós somos tentados a reclamar, murmurar e desacreditar na palavra de DEUS. Saibamos ser agradecidos e louvemos a DEUS pela sua provisão. Fé agrada a DEUS.

2. A provisão de DEUS para Elias em Querite (1 Rs 17.1-6). Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra. Tiago 5:17 Enquanto a terra passava por escassez de água e de alimentos (Tg 5.17; 1 Rs 18.2), Elias era sustentado por DEUS com água, pão e carne. A obediência a DEUS em fazer sua obra garante-nos sucesso em nossa manutenção e de nossa família. Como Elias era sustentado? 1 Rs 17.6 E os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã; como também pão e carne à noite; e bebia do ribeiro.
Esse é o cuidado de DEUS – Elias era alimentado todos os dias – Pão, Carne e Água. 3. A provisão de DEUS para Elias em Sarepta (1 Rs 17.8-16). E ela foi e fez conforme a palavra de Elias; e assim comeu ela, e ele, e a sua casa muitos dias. Da panela a farinha não se acabou, e da botija o azeite não faltou; conforme a palavra do Senhor, que ele falara pelo ministério de Elias. 1 Reis 17:15,16. Apesar de não ser israelita aquela viúva foi a sustentadora de Elias. Muitas vezes ficamos surpresos com quem DEUS usa para nos abençoar. Quem esperávamos que ajudasse tranca seu coração, mas DEUS toca no coração desejoso de fazer a obra de DEUS. Disponibilidade e livre acesso ao ESPÍRITO SANTO, eis ai o segredo de ser canal de DEUS. O homem que “fazia fogo descer do céu” estava agora com medo de uma mulher e tinha que se esconder para não morrer. Aquela viúva que alimentaria Elias precisava mais de comida do que Elias. De um punhado de farinha e um pouco de azeite a alimentação tanto de Elias como da viúva quanto do menino estava garantida por DEUS. A pergunta de DEUS para nós é: O que tu tens em casa? Dá para ajudar os enviados por DEUS? A farinha da panela não se acabará, e o azeite da botija não faltará até ao dia em que o Senhor dê chuva sobre a terra. 1 Reis 17:14 Então a mulher disse a Elias: Nisto conheço agora que tu és homem de Deus, e que a palavra do Senhor na tua boca é verdade. Você conhece algum homem de DEUS? Você seria capaz de identificar um servo de DEUS se o visse? Se tivesse contato com ele? Você arriscaria sua própria comida por ele? DEUS provê os que têm fé. Aquela mulher viúva é um exemplo de mantenedora dos missionários de DEUS.

II – UM MUNDO CAÓTICO

1. O mundo jaz do Maligno. O pecado trouxe crise à humanidade. Quem é servo do pecado é servo de Satanás, pois o atende em tudo o que contradiz a Palavra de DEUS. “Sabemos que somos de DEUS e que todo o mundo está no maligno” (1 Jo 5.19). Em nós mora o Espírito Santo, portanto somos filhos de DEUS. Já o mundo (as pessoas que não têm o Espírito Santo) é guiado, dirigido, inspirado por Satanás que é o deus deste século (2 Co 4.4). As orientações e inspirações de Satanás só têm os seguintes objetivos: Matar, Roubar e Destruir (Jo 10.10). Temos conosco JESUS que disse: “eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (Jo 10.10).

2. O mundo globalizado. O que é globalização? Basicamente é a união de todas as nações em torno de um sistema capitalista simultâneo, padronizado e unilateral. No dicionário Houaiss: “Ato ou efeito de globalizar-(se). Espécie de mercado financeiro mundial criado a partir da união dos mercados de diferentes países e da quebra das fronteiras entre esses mercados” A ideia de globalização surgiu da consolidação do sistema capitalista, e um dos seus objetivos é a padronização de ideias e valores. É um sistema que supervaloriza o material em detrimento do espiritual. É um sistema de capital selvagem onde os homens se digladiam e se tornam escravos do lucro fácil e rápido. o deus deles é Mamom e põem as riquezas como objetivos máximos. 1 Tim 6.10 Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. 1 Tim 6.17 manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos concede abundantemente todas as coisas para delas gozarmos; Mateus 6.24 Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas (Mamom).

3. Tempo de mudanças. O mundo evoluiu nas áreas tecnológica, científica, econômica e social, tendo como resultado também crises de ordem social, econômica e política. O conhecimento científico, pelo advento da industrialização, pela predominância da luta ideológica e, especialmente, pela expansão da fé cristã trouxe também a proliferação das seitas e das religiões orientais e junto com elas o terror, guerras sangrentas e a perseguição religiosa qual nunca houve antes. O progresso cientifico e tecnológico trouxe consigo as crises econômicas e éticas sem precedentes. 2 Timóteo 3.1 Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos…  

III – CARATERÍSTICAS DO MUNDO ATUAL

1. Uma sociedade centrada no homem.

Antropocentrismo. É a criação dizendo ao criador o que deve fazer e como deve agir. O fim é o homem e seu bem-estar, mesmo que signifique transgredir todas as normas de DEUS. É tentar viver sem DEUS no controle e de preferência como se DEUS não existisse. fil rel forma de pensamento comum a certos sistemas filosóficos e crenças religiosas que atribui ao ser humano uma posição de centralidade em relação a todo o universo, seja como um eixo ou núcleo em torno do qual estão situadas espacialmente todas as coisas (cosmologia aristotélica e cristã medieval), seja como uma finalidade última, um télos que atrai para si todo o movimento da realidade (teleologia hegeliana). Somente DEUS é perfeito, é eterno, é todo sábio, é todo poderoso e está em toda parte ao mesmo tempo. Só DEUS é digno de toda adoração tanto no céu como na terra e até debaixo dela. Os humanistas, na verdade são “amantes de si mesmos” (2 Tm 3.2). O humanismo deve ser repudiado pela liderança da igreja e por seus membros.

2. Uma sociedade relativista. O relativismo é o conceito de que os pontos de vista não tem uma verdade absoluta ou validade intrínsecas, mas eles têm apenas um valor relativo, subjetivo, de acordo com diferenças na percepção e consideração. Assim podemos concluir que o Relativismo é um termo filosófico que se baseia na relatividade do conhecimento e repudia qualquer verdade ou valor absoluto. Todo ponto de vista é válido. Na filosofia moderna o relativismo por vezes assume a denominação de “relativismo cético”, relação feita com sua crença na impossibilidade do pensador ou qualquer ser humano chegar a uma verdade objetiva, muito menos absoluta. Os fins justificam os meios. O fim justifica os meios ou Os fins justificam os meios é uma frase que, atribuída a Maquiavel, quer significar que os governantes e outros poderes devem estar acima da ética e moral dominante para alcançar seus objetivos ou realizar seus planos. Em sua principal obra, “O Príncipe”, Nicolau Maquiavel, cria um verdadeiro “Manual de Política”, sendo interpretado de várias formas, principalmente de maneira injusta e pejorativa; o autor e suas obras passaram a ser vistos como perniciosos, sendo forjada a expressão “os fins justificam os meios”, não encontrada em sua obra. Esta expressão, significando que não importa o que o governante faça em seus domínios, desde que seja para manter-se como autoridade, entretanto a expressão mesma não se encontra no texto, mas tornou-se uma interpretação tradicional do pensamento maquiavélico. Comumente escuta-se que o fim justifica os meios numa alusão de que “certos” fins podem, ou devem, ser alcançados através de métodos não convencionais, ou antiéticos, ou violentos. Este conceito é utilizado com freqüência numa tentativa de minimizar os meios violentos utilizados na guerra, na justificativa de leis severas e repressões impostas a grupos sociais ou religiosos ou étnicos, ou ainda, mas em crescente desuso, na justificativa de sistemas e métodos educacionais rigorosos e punitivos. Este silogismo defendido pela doutrina do Bem Superior é diretamente contrária à doutrina cristã, que diz exatamente o contrário: O fim não justifica os meios. O relativismo nega os princípios e ensinos imutáveis da Palavra de DEUS. O certo pode ser confundido com o errado. exemplo claro são, por exemplo, o adultério nas novelas que são transmitidas pela TV. Os próprios crentes torcem para que o adultério prossiga e seja contado como certo. Na política a compra de votos passa a ser adotada como certa e a corrupção como normal.

3. Uma sociedade secularizada. O mundo se interpõe aos planos divinos. A vulgarização do evangelho. A fé cristã está encurralada e o inimigo é interno A secularização é um processo através do qual a religião perde a sua influência sobre as variadas esferas da vida social. Essa perda de influência repercute-se na diminuição do número de membros das religiões e de suas práticas, na perda do prestígio das igrejas e organizações religiosas, na influência na sociedade, na cultura, na diminuição das riquezas das instituições religiosas, e, por fim, na desvalorização das crenças e dos valores a elas associados. A partir do século XIX, houve um progressivo declínio da influência das instituições religiosas tradicionais. Este declínio verificou-se tanto na prática dos fiéis, como na dificuldade crescente em recrutar clero para o desenvolvimento e manutenção da instituição. A maior parte dos estudos versou a tentativa de compreensão deste fenômeno. Hoje, a investigação já não se centra tanto nas causas e nas razões da secularização, mas nas possibilidades da relação da modernidade com o religioso. https://pt.wikipedia.org/wiki/Seculariza%C3%A7%C3%A3o Segundo o pastor Claudionor de Andrade o secularismo é a “doutrina que ignora os princípios espirituais na condução dos negócios humanos”. Essa doutrina também perverte os nossos valores cristãos. Ela corrompe as verdades bíblicas para perverter a igreja e desviá-la da fé cristã, pois o secularismo valoriza a forma em detrimento do conteúdo.  

Conclusão

A provisão divina em um mundo caótico como o que vivemos é uma certeza consoladora. No deserto, os israelitas foram sustentados e cuidados por DEUS 40 anos. Elias experimentou a provisão e cuidado de DEUS tanto em Querite como em Serepta, através da viúva de fé. Vivemos em um mundo caótico que jaz no maligno, um mundo globalizado e comprometido com lideranças sem DEUS. O mundo atual está preso a características anticristãs, tais como, sociedade centrada no homem, relativista e sociedade secularizada. Confiemos e busquemos em DEUS solução para as crises que enfrentamos. Só assim sobreviveremos a esse caos instalado em nosso país por pessoas inescrupuilosas. DEUS cuida de nós.    

Referências Bibliográficas (outras estão acima)

Dicionário Bíblico Wycliffe. 4.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009,

Bíblia de estudo – Aplicação Pessoal, Bíblia de Estudo Almeida. Revista e Atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2006, Bíblia de Estudo Palavras-Chave Hebraico e Grego. Texto bíblico Almeida Revista e Corrigida. Bíblia de Estudo Pentecostal. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida, com referências e algumas variantes. Revista e Corrigida, Edição de 1995, Flórida- EUA: CPAD, 1999. BÍBLIA ILUMINA EM CD – BÍBLIA de Estudo NVI EM CD – BÍBLIA Thompson EM CD. CPAD – http://www.cpad.com.br/ – Bíblias, CD’S, DVD’S, Livros e Revistas. BEP – Bíblia de Estudos Pentecostal. VÍDEOS da EBD na TV, DE LIÇÃO INCLUSIVE – http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm  — www.ebdweb.com.br – www.escoladominical.net – www.gospelbook.net – www.portalebd.org.br/  — http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/alianca.htm Dicionário Vine antigo e novo testamentos – CPAD, Manual Bíblico Entendendo a Bíblia, CPAD, Dicionário de Referências Bíblicas, CPAD, Hermenêutica Fácil e descomplicada, CPAD, Revistas antigas – CPAD Silva, Antonio Gilberto da, 1929- A Prática do evangelismo pessoal / Antonio Gilberto da Silva. – Rio de Janeiro : Casa Publicadora das Assembléias de DEUS, 1983. Lições Bíblicas – 2000 – 3º Trimestre – Evangelismo e Missões – CPAD – Comentarista – Esequias Soares ESFORÇA-TE PARA GANHAR ALMAS – Orlando Boyer – Editora Vida – ISBN: 857367153X – Ano: 1975 Espada Cortante – Atos: o Evangelho do ESPÍRITO SANTO – Orlando S. Boyer – CPAD, Espada Cortante – João: o Evangelho do Filho de DEUS – Orlando S. Boyer – CPAD Atos – Série Cultura Bíblica – I. Howard Marshall – SOCIEDADE RELIGIOSA EDIÇÕES VIDA NOVA e ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA EDITORA MUNDO CRISTÃO, Rua Antonio Carlos Taconni, 75 e 79, Cidade Dutra, São Paulo-SP, CEP 04810 Os dons Ministeriais – Por A. L. Gill – www.gillministries.com DE CIDADE EM CIDADE – Elementos para uma teologia bíblica de missão Urbana em Lucas-Atos – Descoberta Editora Ltda – Londrina – PR – Jorge Henrique Barro – 2006 Tesouro de Conhecimentos Biblicos / Emilio Conde. – 2* ed. Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembleias de DEUS, 1983 Wiesber, Comentário Bíblico. Editora Geográfica, 2008, Champlin, Comentário Bíblico. Hagnos, 2001, Concordância Exaustiva do Conhecimento Bíblico “The Treasury of Scripture Knowledge” Peq.Enc.Bíb. – Orlando Boyer – CPAD

Publicado no site do Ev. Luiz Henrique

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *