Quando a Divisão se Instala na Família – Sulamita Macedo

Quando a Divisão se Instala na Família – Sulamita Macedo

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.

– Perguntem como passaram a semana.

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

– Apresentem o título da lição: Quando a divisão se instala na família.

– Para introduzir o estudo do tema, utilizem a dinâmica “Construindo Pontes”.

– Lembrem-se de que ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Construindo Pontes

Objetivos:

Enfatizar a importância do bom trato com o próximo.

Material:

Cadeiras

Texto “A Ponte” para cada aluno(postado abaixo)

Procedimento:

– Falem: Vamos fazer de conta que vocês estavam discutindo sobre um determinado tema de conhecimento de todos, porém como havia opiniões conflitantes, houve uma discussão acalorada, e dessa forma o grupo se dividiu, se distanciando um do outro, não se falando mais.

– Dividam a turma em 02 grupos.

– Peçam para que fiquem um de frente para o outro, com um espaço livre entre eles.

– Depois, falem: Os grupos estão separados por causa de um problema de relacionamento, isto é, discutiram e estão brigados por falta de bom trato com o próximo por causa de opiniões diferentes.

– Coloquem entre os alunos uma fila de cadeiras.

– Falem: Esta fila de cadeiras nos remete a empecilho de comunicação.

– Perguntem:

O que pode ser modificado para que esta situação seja resolvida, de acordo com o que acabamos de estudar nesta lição?

Aguardem as sugestões.

Espera-se que os alunos apresentem a ideia de que a fila de cadeiras seja retirada, promovendo um restabelecimento de comunhão entre os grupos e bom trato entre as pessoas.

– Depois, falem: Devemos ter obras de mansidão, pois a sabedoria divina proporciona frutos de justiça que se semeia na paz, para os que praticam a paz(Tg 3. 13 e 18).

– Em seguida, leiam o texto “A Ponte”(postado abaixo), para exemplificar o tema.

– Para finalizar, falem da importância de não construir cercas de separação, mas construir pontes que unam as pessoas.

Que tal deixar que o carpinteiro Jesus trabalhe na nossa mente e atitudes para que sejamos promotores de pontes e não de cercas?

Que tal formar uma ponte entre os grupos, através do abraço?

Por Sulamita Macedo.

Texto de reflexão da dinâmica

A Ponte

Dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram em conflito. Foi a primeira grande desavença em toda uma vida de trabalho lado a lado. Mas agora tudo havia mudado. O que começou com um pequeno mal entendido, finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio.

Numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem na sua porta. Ao abri-la, notou um homem com uma caixa de ferramenta de carpinteiro na mão.

– Estou procurando trabalho, disse ele. Talvez você tenha algum serviço para mim.

– Sim, disse o fazendeiro. Claro! Vê aquela fazenda ali, além do riacho? É do meu vizinho. Na realidade do meu irmão mais novo. Nós brigamos e não posso mais suportá-lo. Vê aquela pilha de madeira ali no celeiro? Pois use para construir uma cerca bem alta.

– Acho que entendo a situação, disse o carpinteiro. Mostre-me onde estão a pá e os pregos.

O irmão mais velho entregou o material e foi para a cidade. O homem ficou ali cortando, medindo, trabalhando o dia inteiro. Quando o fazendeiro chegou, não acreditou no que viu: em vez de cerca, uma ponte foi construída ali, ligando as duas margens do riacho. Era um belo trabalho, mas o fazendeiro ficou enfurecido e falou:

– Você foi atrevido construindo essa ponte depois de tudo que lhe contei.

Mas as surpresas não pararam aí. Ao olhar novamente para a ponte viu o seu irmão se aproximando de braços abertos. Por um instante, permaneceu imóvel do seu lado do rio. O irmão mais novo então falou:

– Você realmente foi muito amigo construindo esta ponte mesmo depois do que eu lhe disse.

De repente, num só impulso, o irmão mais velho correu na direção do outro e abraçaram-se, chorando no meio da ponte. O carpinteiro que fez o trabalho partiu com sua caixa de ferramentas.

– Espere, fique conosco! Tenho outros trabalhos para você. E o carpinteiro respondeu:

– Eu adoraria, mas tenho outras pontes a construir…

Autoria do texto desconhecida.

Publicado no blog Atitude de Aprendiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.