O Processo de Globalização – Telma Bueno

O Processo de Globalização – Telma Bueno

2 Flares Twitter 0 Facebook 2 Filament.io 2 Flares ×

INTRODUÇÃO
I – DA GLOBALIZAÇÃO DIVINA À GLOBALIZAÇÃO HUMANA
II – OS ANTIGOS IMPÉRIOS E SUAS GLOBALIZAÇÕES
III – A MODERNA GLOBALIZAÇÃO
IV – A MODERNA GLOBALIZAÇÃO EXCLUI
CONCLUSÃO


 

I – DA GLOBALIZAÇÃO DIVINA À GLOBALIZAÇÃO HUMANA

Professor, a globalização, tema da lição de hoje, “é um processo antigo de tentativa de integralizar países, sobretudo a partir da economia”. Enfatize, no decorrer da aula, que a “globalização constitui-se numa prova via de que uma das principais características humanas ainda é a necessidade de estar junto”. 

Explique aos alunos que a “torre de Babel foi uma grande conquista humana, uma maravilha do mundo. No entanto, era um monumento para engrandecer as pessoas, não a Deus” (Bíblia de Aplicação Pessoal, CPAD). Mostre que “Deus não se opõe à globalização solidária ou à globalização econômica que expropria ainda mais os menos favorecidos”.

II – OS ANTIGOS IMPÉRIOS E SUAS GLOBALIZAÇÕES

O objetivo deste tópico é mostrar aos alunos que “os sucessivos reinos do mundo antigo, mostram com sua queda que qualquer projeto de globalização, à parte de Deus, sucumbirá”. Abaixo, um pequeno resumo dos principais impérios mundiais.

1. O Império Egípcio – A partir do rei Ahmes I, passaram os faraós a adotar um belicosos imperialismo. Tutmés III, por exemplo, conquistou a Síria, e obrigou diversos povos: canaeus, fenícios, árabes e etíopes a pagarem-lhe tributo.  A expansão egípcia, entretanto, esbarraria nos interesses dos poderosos hititas, senhores absolutos da Ásia Menor. Na ocasião, o célebre faraó, Ramasés II, fez ingentes esforços para vencê-los. Como não conseguisse, assinou com o reino hitita um tratado de paz, que vigorou por muitos anos. Após trinta anos de paz interna, o Egito acaba por aderir às novas tendências do imperialismo, transformando-se, assim, num estado visceralmente militar, que, por cerca de 200 anos, dominaria o mundo conhecido. Foi durante o Novo Império (1580-1200 a.C.), que os israelitas começaram a ser escravizados pelos faraós.”

2. Império Assírio – Em toda a Antiguidade, jamais houve povo, nação ou tribo tão cruel e implacável. A Assíria não administrava a misericórdia, espalhava terror e tirania. Cair em suas mãos significava uma morte lenta e dolorosa. Os filhos de Assur eram exímios torturadores. Através da História Sagrada, observa-se que o Império Assírio sempre tratou Israel de forma desumana e impiedosa. Mas não foi apenas Israel que sofreu com os assírios. Egípcios e etíopes também provaram de seu amargo cálice; desalojados de suas possessões, tiveram ambas as nações de suportar um exílio de pelo menos quarenta anos, cumprindo assim a palavra do profeta (Is 20.4). Diferente dos babilônios, que foram totalmente destruídos, os assírios conseguiram sobreviver. Quando seu império foi subjugado, em 612 a. C., pela coligação liberada por Nabucodonosor, passaram os assírios a viver em peregrinações e desterros. Atualmente, são um povo humilde, pacífico; grande parte deles é cristã”.

3. Império Babilônico – “Babilônia era sinônimo de poder e glória. Ao interpretar o sonho de Nabucodonosor, o profeta Daniel logo discerniu, no ouro da estátua vista pelo rei, a sublimidade daquela cidade que jazia incrustada ao sul da Mesopotâmia. Nabucodonosor transformou-a na capital de um império, que acabaria por destruir o Reino de Judá. Ele ainda desterra os judeus para a região de Sinear, onde Babilônia, qual preciosíssima gema, imperava sobre todos os povos” (ANDRADE, Claudionor. Geografia Bíblica. 25 ed. Rio de Janeiro: CPAD).

III– A MODERNA GLOBALIZAÇÃO

Definir globalização não é nada fácil. Existem vários conceitos. Porém, observe o conceito do Dicionário Houaiss: “espécie de mercado financeiro mundial criado a partir da união dos mercados de diferentes países e da quebra das fronteiras entre esses mercados”.

Explique aos alunos, que infelizmente, a moderna globalização não foi capaz de produzir um mundo melhor. Ela acabou por padronizar e fortalecer as idéias e valores contrários a Palavra de Deus.

III- A MODERNA GLOBALIZAÇÃO EXCLUI

Enfatize que a melhor forma de globalização ainda é a intentada pelo Criador. Por isso, como Igreja, precisamos pregar a Palavra de Deus, dando cumprimento a Grande Comissão. Deus ama o mundo e entregou seu Filho para morrer em favor de todas as nações (Jo 3.16). O Senhor, em seu amor incondicional, ama todos os povos.

Precisamos estar preparados para atuar como cidadãos do Reino de Deus na “Nova Ordem Mundial”.

 

Por Telma Bueno.
Educação Cristã.
Publicações, CPAD.

Publicado no Portal Lições Bíblicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *