Contrastes na Adoração da Antiga e Nova Aliança – Sulamita Macedo

Contrastes na Adoração da Antiga e Nova Aliança – Sulamita Macedo

Lição 09: Contrastes na Adoração da Antiga e Nova Aliança

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.

– Perguntem como passaram a semana.

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

– Apresentem o título da lição: Contrastes na Adoração da Antiga e Nova Aliança.

– Apresentem para os alunos um mapa do Tabernáculo:

– Utilizem um mapa do Tabernáculo, semelhante a este abaixo, para mostrar as 03 partes: O Pátio, O Lugar Santo, O Santo dos Santos.

– Utilizem a figura abaixo para apresentar os utensílios do Tabernáculo:

– Se possível, apresentem um vídeo sobre o Tabernáculo. Vocês encontram no YouTube.

– Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.

Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

– Para concluir aula, utilizem a dinâmica “Entrando no Tabernáculo!”

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Atenção!

Professores da classe dos novos convertidos:

Vocês encontram sugestões para a revista Discipulando do 1o. ao 4o. ciclo, no marcador “Discipulando”, deste blog.

Para a revista 1 e 2 do Discipulado, vocês encontram no marcador “Subsídio Pedagógico Discipulado 1” e “Subsídio Pedagógico Discipulado 2”, do currículo antigo. Façam bom proveito!

Dinâmica: Entrando no Tabernáculo!

Objetivo: Concluir estudo sobre o Tabernáculo.

Material:

A Bíblia

01 figura do Tabernáculo

Palavras digitadas:

O Pátio – Corpo

O Lugar Santo – Alma

O Santo dos Santos – Espírito

01 cartolina

01 tubo de cola

0bservação: organizem um cartaz utilizando a cartolina e as palavras digitadas.

Procedimento:

1 – Após a explanação da lição sobre o tabernáculo, falem: Nós somos comparados a um Tabernáculo(mostrem a figura do tabernáculo).

– Leiam, 2 Coríntios 5:1:

“Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus”.

– Falem: Então, o que pode representar as partes do Tabernáculo em relação ao corpo humano?

Para melhor compreensão, apresentem o cartaz:

O Pátio – parte externa: representa nosso corpo

O Lugar Santo – parte interna: representa a alma

O Santo dos Santos – parte mais interna: representa o Espírito

– Falem: Somos Tabernáculo de Deus, pois temos o Espírito Santo que habita e está em nós e gozamos da comunhão e presença do Senhor. Para termos este privilégio, nós entramos pela porta que é Jesus.

– Leiam: João 10:9:

“Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens”.

2 – Peçam para que os alunos formem 01 círculo.

3 – Falem: Vamos dar um passo a frente, simbolizando nossa entrada pela porta no Tabernáculo – lugar de adoração ao Senhor.

4 – Falem: Este círculo representa nosso estado ou situação dentro do Tabernáculo. Podemos estar no Pátio, no Lugar Santo ou no Santo dos Santos.

5 – Para entrar no Pátio: este é o segundo passo(todos devem dar um passo para frente)

– Falem:

É lugar de adoração a Deus com santidade, separado do mundo.

Havia o Altar do Holocausto: Jesus ofereceu o sacrifício único, perfeito e completo, morrendo por nós, perdoando nossos pecados.

Havia também a Pia de Bronze: representa a limpeza de ação e pensamentos.

– Agora, realizem uma leitura do salmo 15:

“SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte?

Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração.

Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo;

A cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao Senhor; aquele que jura com dano seu, e contudo não muda.

Aquele que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente. Quem faz isto nunca será abalado”.

6 – Para chegar no Lugar Santo: é necessário o terceiro passo((todos devem dar um passo para frente)

– Falem:

Nele lugar, encontramos o Castiçal de Ouro: representa Jesus, a luz do mundo.

Leiam João 8:12:

“Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”.

– Já andamos na luz que é Jesus. Temos o Espírito Santo que habita em nós, aqui simbolizado pelo azeite que alimentava a chama do castiçal.

Leiam Ef 5.18b:“…Enchei-vos do Espírito”.

– Falem: Havia também uma mesa com os Pães da Proposição, que nos remete a Cristo, o pão da vida. Precisamos nos alimentar diariamente de sua Palavra.

Leiam João 6:48:  “Eu sou o pão da vida”.

– Falem: Havia o Altar do Incenso – lugar de oração e adoração ao Senhor. Devemos fazer o que está escrito no salmo 141.2: “Suba a minha oração perante a tua face como incenso, e seja o levantar das minhas mãos como o sacrifício da tarde”.

7 – Finalmente para chegar no Santos dos Santos – é o quarto passo((todos devem dar um passo para frente)

Nele havia a Arca da Aliança, que simbolizava a presença de Deus. Este lugar era específico para o sumo sacerdote, que entrava 01 vez ao ano.

Mas, hoje entramos no santuário através da obra redentora de Jesus. O Véu que separava a entrada foi rasgado.

– Leiam Hebreus 10:19-23:

“Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus,

Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne,

E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus,

Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa,

Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu.”

– Para concluir, falem: Devemos desejar a presença de Deus no Santo dos Santos. Começando primeiro pelo pátio, depois pelo Lugar Santo e por fim no Santo dos Santos – lugar de comunhão na presença do Senhor.

Por Sulamita Macedo.

 

Texto Pedagógico

Método Audiovisual

Entende-se que são imagens visuais acompanhadas ou não de som que facilitam a aprendizagem, que podem ser simples ou mesmo sofisticadas, tecnológicas ou não, como por exemplo: gravuras, cartazes, objetos, mapas, slides, filmes ou documentários, quadro branco, quadro de giz(lousa), música, textos bíblicos ou de reflexão etc.

1 – Gravuras, Cartazes e Objetos

Ilustrar a aula com figuras, cartazes e objetos referentes ao tema atrai a atenção dos alunos. Veja um exemplo de como utilizar estas ferramentas a favor do ensino, numa aula sobre as viagens do apóstolo Paulo.

Você pode colocar uma figura de um barco ou navio no quadro ou utilizar um barco pequeno de madeira, falar que nesta aula vocês vão fazer uma viagem com Paulo.

Você pode ainda organizar um cartaz com tópicos da lição, nomes lugares da viagem, escrever perguntas, utilizando pincel atômico ou frases digitadas, colar uma cópia do mapa da viagem de Paulo.

2 –  Mapas

Como utilizá-los? Vejam algumas sugestões:

– Apresentar um mapa e apontar para o local.

– Colocar um mapa sobre uma mesa ou no piso da sala.

– Montar um mapa no piso da sala, antes dos alunos chegarem.

– Colocar no piso da sala figuras grandes de pé direito e esquerdo, formando um caminho.

– Apresentar mapa utilizando Power Point, para isto é interessante local adequado e os equipamentos necessários e saber como utilizá-los.

3 – Slides

A organização de slides para uma aula requer que o professor ou alguém saiba como utilizar o Power Point. É necessário utilizar tamanho da fonte adequado para o público, apresentar tópicos do tema a ser estudado, colocar figuras nos slides, etc.

Além disso, deve haver disponibilidade de equipamento e local apropriado.

4 – Filmes ou documentários

Para sua utilização de forma satisfatória é importante observar alguns pontos relevantes:

– Local apropriado

– Equipamento disponível

– Pessoa habilitada para montar os equipamentos

– Tempo de instalação dos equipamentos

– Plano B

– Escolher filmes adequados

– Fazer uma explicação prévia do filme antes da exibição e do que deseja que os alunos realizem

– Filmes longos são inadequados

– Assistir ao filme antes de exibi-lo para os alunos

5 – Quadro Branco ou Quadro de Giz

O quadro de giz praticamente não se usa mais, com o aparecimento do quadro branco. Para sua utilização é necessário um marcador de quadro branco de cores variadas(não use pincel atômico).

Você pode escrever uma frase, uma pergunta, as respostas dos alunos, referências bíblicas para os alunos consultarem durante a aula etc, escrevendo com tamanho de letra adequado para que todos da turma possam ler. Pode ainda fixar no quadro cartazes, mapas. Ao terminar a aula, apague o quadro.

6 – Música

A utilização da música auxilia de forma significativa no ato de ensinar e aprender, pois é um elemento facilitador da aprendizagem.

Nas classes do departamento infantil é muito comum a utilização de corinhos ilustrados com cartazes e figuras. Nas demais classes, a música pode e deve ser usada para exemplificar e refletir sobre o tema.

7 – Textos bíblicos, de reflexão ou com subsídios para a aula

Não é recomendável que o professor leia todos os versículos e textos que ele escolheu para fundamentar e exemplificar o tema em estudo, pois, a aula torna-se um monólogo e os alunos passivamente escutam… É necessário estimular a atenção deles, oportunizando atividades de colaboração na aula, sendo uma delas a leitura de textos e versículos.

Há formas diferenciadas de leitura de textos que podem ser utilizadas durante as aulas. Então, vejam a seguir algumas sugestões:

– Leitura compartilhada, leitura pontuada, leitura dialogada.

É muito comum, nas aulas da EBD, constatar que os professores na sua maioria utilizam a aula expositiva, que consiste na explanação do tema pelo professor de forma unilateral, não havendo participação dos alunos e sem utilização de recursos pedagógicos, tornando a aula cansativa e com a aprendizagem comprometida.  Então, é recomendável que o professor associe, a este método, outros recursos para tornar a aula mais eficaz.

Acima vários recursos foram indicados para serem utilizados na aula, tornando-a mais atrativa e com maior retenção da aprendizagem.

Lembrem-se de que o aluno aprende:

20% do que ouve

30% do que vê

50% do que vê e ouve

70% do que ouve, vê e fala

90% do que ouve, vê, fala e faz

Quanto mais sentidos envolvidos na aprendizagem mais eficaz ela será!

Observem os pontos positivos da associação de recursos ao método da Preleção(aula expositiva):

– Atrai a atenção

– Desperta o interesse

– Aumenta a retenção

– Vários sentidos estão sendo utilizados, como a audição e visão

– Promove a participação

– Alunos motivados

– Assiduidade

– Aula mais eficaz

– Mais interação

Que tal começar na próxima aula?

Por Sulamita Macedo.

Publicado no blog Atitude de Aprendiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *