A Resposta Cristã para a Violência Urbana – Sulamita Macedo

A Resposta Cristã para a Violência Urbana – Sulamita Macedo

Lição 08: A resposta cristã para a violência urbana

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.

– Perguntem como passaram a semana.

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

– Apresentem o título da lição, escrevendo no quadro ou cartolina: A resposta cristã para a violência urbana.

– Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

Para exemplificar o tema da morte e o furto, utilizem a dinâmica“Sopro de Vida” e “Não Furtarás”.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Sopro de Vida

Objetivos:

Introduzir o estudo sobre o 6º. Mandamento – Não Matarás.

Refletir sobre a morte como consequência da violência urbana.

Material:

Situação 01 – Se sua classe for dentro da igreja:

02 bexigas de aniversário

01 palito de dentes para cada aluno

06 folhas de papel ofício

01 pincel atômico

01 lixeira ou 01 saco para lixo

Situação 02 – Se sua classe for fora da igreja:

02 bexigas de aniversário

01 bexiga para cada aluno

01 palito de dentes para cada aluno.

Procedimento:

– Peçam para que 01 aluno leia o versículo abaixo:

“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente”(Gn 2:7).

Enquanto ele ler, vocês sopram uma bexiga de aniversário e dão um nó para o ar não escapar.

– Falem: Esta bexiga cheia de ar está representando a vida do ser humano, pois sem a vida ficaria assim: mostrem uma bexiga vazia ou estourem a bexiga.

Evitem estourar a bexiga se a sua classe for dentro da igreja.

– Falem: Nesta lição, vamos estudar sobre o 6º. Mandamento: Não Matarás.

– Entreguem 01 palito de dente para cada aluno.

– Falem: O palito de dente representa a “arma” para acabar a vida do outro.

– Perguntem: Quais são as formas de tirar a vida de alguém?

Espera-se que os alunos falem sobre aborto, assassinato, pena de morte, Eutanásia, nas guerras, quando alguém decide tirar sua própria vida através do suicídio e até de forma figurada “acabar a vida de outrem” por palavras e atitudes.

Se sua classe for dentro da igreja: Escrevam estas respostas em folhas de papel ofício separadas. Quando vocês lerem cada uma, amassem e joguem numa lixeira, simbolizando a retirada de vida, através de variadas formas.

Se sua classe for fora da igreja: Escrevam cada resposta em 01 bexiga cheia de ar e depois peçam para que um ou mais alunos estourem as bolas usando os palitos de dentes.

– Falem: O palito, a “arma”, não deve ser utilizado para tirar sua vida ou de alguém, pois a Bíblia recomenda “Não Matarás”. A vida é um dom de Deus, somente Ele pode tirá-la.

– Leiam:

“O Senhor é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela”(1 Sm 2:6).

“E Jesus disse-lhe: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo”(Mt 22:37-39).

Por Sulamita Macedo.

Dinâmica: Não Furtarás

Objetivos:

Introduzir o estudo sobre o 8º. Mandamento “Não Furtarás”, observando a amplitude de seu significado.

Refletir sobre o furto como consequência da violência urbana.

Material:

01 folha de papel ofício para cada grupo, contendo uma situação a ser analisada(vejam no procedimento)

Procedimento:

– Dividam a turma em 05 grupos.

– Entreguem para cada grupo, uma 01 folha de papel ofício, contendo uma situação a ser analisada.

Para o grupo 01 – Situação 01:

Fulano recebe de troco uma nota falsificada, mas não percebe. Em outra loja ao pagar um objeto, foi detectado pelo caixa que a cédula era falsa. Ele ficou muito chateado. Ele se desculpa e sai da loja e, depois de várias tentativas, consegue enfim passar a nota falsa em outro estabelecimento sem ser observado.

Para o grupo 2 – Situação 02:

Fulano está desempregado e para manter sua família está vendendo CD e DVD pirata.

Para o grupo 3 – Situação 03:

Fulano está vendendo um carro que está com vários problemas, mas ele afirma para um interessado em comprá-lo que o carro está em perfeito estado, pois fazia manutenção periódica.

Para o grupo 4 – Situação 04:

Fulano não é estudante, porém usa uma carteira de estudante que comprou de um colega.

Para o grupo 5 – Situação 05:

Fulano usa um aparelho de celular de excelente qualidade e que custa um bom dinheiro. Porém ele adquiriu o celular por algumas notas de 10,00 reais e não tem nota fiscal.

– peçam para cada grupo analisar a situação observando sob o critério da honestidade.

Depois, os grupos devem ler a situação para a classe e falar sobre o que analisaram do caso.

– Em seguida, a partir destas situações e análises dos grupos, reflitam com os alunos sobre o que é furtar e sua abrangência.

Por Sulamita Macedo.

Publicado no blog Atitude de Aprendiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *