Paz de Deus: Antídoto contra as Inimizades – Daniel Conegero

Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades é o tema da lição 5 das Lições Bíblicas CPAD do 1º trimestre de 2017 para a Escola Bíblica Dominical. Neste estudo bíblico estudaremos sobre a paz que é comum àqueles que vivem pelo Espírito, e também sobre as contendas e inimizades, características daqueles que são dominados pela carne.

Texto Áureo: João 14:27

Leitura Bíblica em Classe: Efésios 2:11-17

Introdução – Lição 5: Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades

Lições Bíblicas 1º Trimestre de 2017 – Escola Bíblica Dominical

A paz é uma das virtudes do fruto do Espírito. Por outro lado, àqueles que vivem segundo as obras da carne sempre estão envolvidos em inimizades e contendas. Quando o Paulo de Tarso escreveu sua Epístola aos Gálatas, ele chamou a atenção justamente para isto, demonstrando que diferente daqueles que vivem segundo os desejos da velha natureza, os redimidos desfrutam da paz de Deus, uma paz que não tem origem humana, mas que provém do próprio Deus através dos méritos Jesus Cristo.

I- A Paz que Excede Todo Entendimento – Lição 5: Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades

Quando o apóstolo fala sobre a paz como uma virtude do fruto do Espírito, ele não se refere apenas a uma paz superficial experimentada pelo mundo em algumas circunstâncias. Na verdade essa paz não depende de fatores externos, nem mesmo vem de nós mesmos.

Antes de falar sobre a paz, Paulo falou sobre o amor e a alegria. Com isto podemos entender que a paz é uma consequência natural do amor e da alegria também produzidos pelo Espírito Santo em nós.

Essa paz é a serenidade de coração experimentada apenas pelos redimidos, pois provém da segurança da reconciliação por meio do sangue de Cristo, da justificação mediante a fé (Rm 5:1). Essa paz é uma bênção que Jesus concedeu à Igreja através de sua obra no Calvário (Jo 14:27), e como o próprio apóstolo Paulo escreveu aos filipenses, ela “excede a todo entendimento” (Fp 4:7).

Todos quantos possuem essa paz, naturalmente desejam que outros também possam compartilhar desta tranquilidade, assim, como instrumentos nas mãos de Deus, tornam-se também promotores da paz (Mt 5:9).

II- Inimizades e Contendas, Ausência de Paz – Lição 5: Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades

Ainda no capítulo 5 da Epístola aos Gálatas, Paulo adverte para sobre a questão da rivalidade, e menciona em sua lista as inimizades e discórdias como frutos característicos da nossa velha natureza (Gl 5:19-21).

Quando ele fala sobre as inimizades, ele está se referindo as contendas, no sentido de hostilidade. A consequência desse tipo de comportamento são as ambições egoístas que podem ser vistas, geralmente, nas tentativas de se estabelecer domínio, isto é, nas disputas pelo poder.

É fácil perceber que quando os homens começam a agir segundo aspirações egoístas, as discórdias logo aparecem, resultando inevitavelmente em facções. Na igreja de Corinto sabemos o que aconteceu, quando aquele grupo de cristãos ficou fragmentado e cada um começou a eleger seu próprio herói. Alguns preferiam Paulo, outros Apolo, e outros o apóstolo Pedro (1Co 1:11,12; 3:3). Pelas exortações do apóstolo em sua epístola, é bem possível que na igreja da Galácia também tenha ocorrido um comportamento semelhante.

III- Vivamos em Paz – Lição 5: Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades

Como vimos, a paz característica na vida daqueles que são guiados pelo Espírito Santo contrasta com a as contendas e inimizades daqueles que vivem segundo as obras e desejos da carne.

Se lermos atentamente as virtudes citadas pelo apóstolo em Gálatas 5:22 e 23, perceberemos que como resultado dessa paz, necessariamente que a tem, também demonstra a longanimidade, benignidade e bondade.

Assim, todos aqueles que verdadeiramente possuem essa preciosa dádiva recebida de Deus por meio do sacrifício de Cristo na cruz, se dedicará intensamente a procurar guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz, “com toda humildade e mansidão, com longanimidade, suportando uns aos outros em amor” (Ef 4:2,3).

Conclusão – Lição 5: Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades

O mundo busca incessantemente por um tipo de paz. Todavia, a paz que os homens procuram não é a paz verdadeira, mas apenas uma condição de tranquilidade que está fundamentada em circunstâncias inconstantes e realizações superficiais.

Nós, seguidores de Cristo, conhecemos a verdadeira paz, e entendemos que essa paz não se baseia em coisas terrenas e passageiras, mas na reconciliação com nosso Criador, através da expiação de Cristo na cruz em nosso lugar, satisfazendo a justiça de Deus. Jesus carregou sobre si a nossa maldição, e por isto hoje temos a paz. O castigo que nos traz a paz foi posto sobre o próprio Príncipe da Paz (Is 96; 53:5).

Publicado no blog Estilo Adoração

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.