Oração e Recomendação às Mulheres Cristãs – Sulamita Macêdo

Oração e Recomendação às Mulheres Cristãs – Sulamita Macêdo

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.

– Perguntem como passaram a semana.

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais,deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!.

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

– Apresentem o título da lição: Oração e Recomendação às Mulheres Cristãs

– Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.  Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

Depois de trabalhar sobre oração e súplica, apliquem a dinâmica“Orando”.

Não se esqueçam de apresentar a contextualização histórica do versículo de I Tm 2.11, para que não haja, nem continue com interpretações errôneas sobre a conduta da mulher na igreja.

Após a explanação quanto a maneira de vestir das mulheres, utilizem a dinâmica “O Guarda roupa”. É interessante que também seja falado sobre a forma de vestir do homem.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Oração

Objetivo: Concluir o estudo de o tema de forma prática, orando uns pelos outros.

Material:

¼ de folha de papel ofício e caneta

Procedimento:

– Distribuam para os alunos ¼ de folha de papel ofício. Peçam que escrevam um pedido de oração pessoal e outro mais abrangente, orientem para que se identifiquem, colocando o nome.

– Recolham todos os papéis já escritos com o pedido de oração e tornem a distribuir entre os alunos, tomando cuidado para o aluno receber um pedido que não seja aquele escrito por ele.

– Orientem para que passem a semana orando pelo problema apresentado pelo colega.

– Peçam para que os alunos formem duplas. Solicitem para que cada aluno faça uma oração de intercessão pelo colega.

– Para finalizar, leiam:

“…Orai uns pelos… A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos”. Tg 5.16

“Admoesto-te pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens”. I Tm 2.1

Por Sulamita Macedo.

Dinâmica: O Guarda Roupa

Objetivo: Refletir de forma simbólica sobre as peças de roupa que devem sair e permanecer no guarda roupa feminino.

Material:

Cabides

Peças de roupas variadas

Alfinetes

01 arara ou outro suporte para pendurar as roupas

01 depósito de plástico com gavetas

Malas

Bolsas

Nécessaire

Sapatos

Perfumes

Kit de limpeza para roupa(sabão em pó, alvejante etc.)

Nomes digitados: Roupas sujas, Roupas manchadas, Sapatos e roupas velhas, Vestes de prisão, Vestes de lamento, Vestes de louvor, Vestes de alegria, Vestes perfumadas, Vestes santas Vestes sagradas, Vestes reais, Vestes brancas, A roupa mais preciosa, Conserto das roupas

Procedimento:

Antes de realizar a dinâmica:

– Organizar os cabides com as roupas numa arara ou outro suporte, da mesma forma o depósito com gavetas, as caixas, malas e bolsas. Posicionem  em local de fácil visualização. Coloquem nestas roupas as palavras digitadas(vejam no item material), para isto utilizem alfinetes para prendê-las.

– Depois, entreguem tiras de papel com o nome do tipo de roupa com um versículo, para que as alunas leiam no momento específico(vejam no procedimento).

Ao iniciar a dinâmica:

– Falem: Estamos vendo uma representação do nosso guarda roupa. Nele encontramos muitas coisas. Mas, precisamos analisar cada uma delas.

– Leiam: “Examinai tudo, retende o bem”(I Ts 5.21).

– Comecem a retirar peças que tenham palavras referentes ao que deve ser descartado. Então, vamos retirar roupas velhas, mofadas, manchadas que não usamos e não servem mais.

Neste momento, as alunas que receberam este tipo de roupa com o versículo devem ler.

Roupas sujas: “E o Senhor disse a Moisés: Vá ao povo e consagre-o hoje e amanhã. Eles deverão lavar as suas vestes”(Ex 19.10)

Roupas manchadas: “E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne”. Judas 1:23

Sapatos e roupas velhas: “E nos seus pés sapatos velhos e remendados, e roupas velhas sobre si; e todo o pão que traziam para o caminho era seco e bolorento”. Josué 9:5

– Falem: O que encontramos aqui? Abram algumas gavetas:

Vestes de prisão: “Assim, Joaquim deixou suas vestes de prisão e pelo resto de sua vida comeu à mesa do rei”(II Rs 25.29).

Vestes de lamento: “Costurei veste de lamento sobre a minha pele e enterrei a minha testa no pó”. Jó 16:15

– Falem: Já retiramos as roupas inadequadas para ficar no guarda roupa. Mas, que roupas devemos vestir?

“Já despi as minhas vestes; como as tornarei a vestir?” Ct 5.3a

Vestes de louvor: “…veste de louvor em vez de espírito angustiado” Is 61.3

Vestes de alegria: “Mudaste o meu pranto em dança, a minha veste de lamento em veste de alegria”. Salmos 30:11

Vestes perfumadas: “Todas as tuas vestes exalam aroma de mirra, aloés e cássia; nos palácios adornados de marfim ressoamos instrumentos de corda que te alegram”. Salmos 45:8

Vestes santas: “Quando convocares as tuas tropas, o teu povo se apresentará voluntariamente. Trajando vestes santas, desde o romper da alvorada os teus jovens virão como o orvalho”. Salmo 110:3

Vestes sagradas: “Para o seu irmão Arão, faça vestes sagradas que lhe confiram dignidade e honra”. Êxodo 28:2

Vestes reais: “Usando vestes reais, o rei de Israel e Josafá, rei de Judá, estavam sentados em seus tronos, na eira, junto à porta de Samaria, e todos os profetas estavam profetizando em transe diante deles”. 1 Reis 22:10

Vestes brancas: “Depois disso olhei, e diante de mim estava uma grande multidão que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé, diante do trono e do Cordeiro, com vestes brancas e segurando palmas”. Apocalipse 7:9

A roupa mais preciosa: “Em seu grande poder, Deus é como a minha roupa; ele me envolve como a gola da minha veste”. Jó 30:18

– Mas, a Bílbia também nos alerta para o que devemos vestir e calçar:

“Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz”. Efésios 6:14-15

– Falem: E as roupas sujas? Como podemos lavar nossas vestes?(peguem o kit de limpeza).

Leiam: “Respondi: Senhor, tu o sabes. E ele disse:…estes são os que lavaram as suas vestes e as alvejaram no sangue do Cordeiro”. Apocalipse 7:14

– Falem: Aqui há roupas que estão em bom estado de uso, mas precisam de pequenos consertos. Mas, a Bíblia nos alerta quanto a isto:

Conserto das roupas: “Ninguém deita remendo de pano novo em roupa velha, porque semelhante remendo rompe a roupa, e faz-se maior a rotura”. Mateus 9:16

– Falem: Observem que, muitas vezes nós mulheres, guardamos no nosso “guarda roupa interior” coisas inadequadas, mas que através desta dinâmica, sejamos alertadas para que joguemos fora aquilo que nos prejudica como mulher, esposa, mãe e a nossa vida cristã.

Depois, leiam: Fp 4.8:

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai”.

Ideia original desconhecida.

Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.

Publicado no blog Atitude de Aprendiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.