O Avanço Científico – Sulamita Macêdo

O Avanço Científico – Sulamita Macêdo

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.

– Perguntem como passaram a semana.

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais,deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

– Apresentem o título da lição: O Avanço Científico.

– Depois, utilizem a dinâmica “Descobertas Científicas”.

– Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.  Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

– Para concluir, leiam o texto “Deus e a Ciência”.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

 

Dinâmica: Descobertas científicas

Objetivos:

Estudar sobre as descobertas científicas

Enfatizar que o desenvolvimento científico pode ser benéfico quando é para a glória de Deus.

Material:

Quadro ou cartolina

Celulares e tablets com acesso a internet

Procedimento:

– Perguntem: O que é Ciência?

Aguardem as respostas. Apresentem outras informações e elaborem uma definição de forma coletiva, partindo das ideias iniciais dos alunos.

– Afirmem que a verdadeira Ciência não desfaz o que a Bíblia confirma, pelo contrário autentica sua mensagem.

– Depois, façam uma advertência quanto a argumentos apresentados por pessoas que desejam desfazer da Palavra de Deus. Em seguida, leiam I Tm 6. 20 e 21: “Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência; a qual professando-a alguns, se desviraram da fé. A graça seja contigo. Amém.”

– Falem: Daniel predisse que a ciência se multiplicaria. Leiam Dn 12.04 “E tu, Daniel, fecha estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo: muitos correrão de uma parte para outra e a ciência se multiplicará”.

Enfatizem a última parte do versículo e falem sobre a atualidade desta mensagem.

– Peçam aos alunos para que citem algumas descobertas científicas e avanço da tecnologia.

Os alunos podem pesquisar na internet sobre as descobertas científicas em seus celulares, tablets etc, pois normalmente eles têm acesso a internet por meio destes objetos.

– Escrevam no quadro ou cartolina as respostas dos alunos.

– Depois, trabalhem o conteúdo da lição, apontando que o desenvolvimento científico pode ser benéfico quando é para a glória de Deus.

Por Sulamita Macedo.

 

Texto de Reflexão

Deus e a Ciência

Na França, um senhor de 70 anos viajava de trem tendo ao seu lado um jovem universitário que, compenetrado lia o seu livro de ciências. O senhor por sua vez lia um livro de capa preta. Foi quando o jovem percebeu que se tratava da Bíblia. Sem muita cerimônia o jovem interrompeu a leitura do velho e perguntou:

– O senhor ainda acredita neste livro cheio de fábulas e crendices?

– Sim, disse o senhor, mas não são crendices, é a Palavra de Deus. Estou errado?

Com uma risadinha sarcástica, respondeu:

– Claro que está! Creio que o senhor deveria estudar a história geral. E veria que a Revolução Francesa, ocorrida há mais de 100 anos, fez o favor de mostrar a miopia da religião.  Somente pessoas sem cultura ainda creem nessa história de que Deus criou o mundo em seis dias. O senhor deveria conhecer um pouco mais sobre o que os cientistas dizem sobre isso.

– É mesmo? – perguntou o velho cristão – e o que dizem os cientistas sobre a Bíblia?

– Bem, respondeu o universitário – agora eu vou descer na próxima estação, mas deixe o seu cartão que eu lhe enviarei o material pelo correio.

O velho então cuidadosamente abriu o bolso interno do paletó e deu seu cartão ao universitário.

Quando o jovem leu o que estava escrito abaixou a cabeça e saiu cabisbaixo.

O cartão dizia: Louis Paster, Diretor do Instituto de Pesquisa Científicas da École Normale de Paris. Isso aconteceu em 1892.

Autoria do texto desconhecida

Publicado no blog Atitude de Aprendiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *