Esteja Alerta e Vigilante, Jesus Voltará – Pr. Adilson Guilhermel

Esteja Alerta e Vigilante, Jesus Voltará – Pr. Adilson Guilhermel

Texto Áureo: “Porque, como o relâmpago ilumina desde uma extremidade inferior do céu até à outra extremidade, assim será também o Filho do Homem no seu dia.“ (Lc 17.24).

Leitura Bíblica em Classe: Lucas 17.24-30.

Introdução: Não muito diferente do que ocorre em nossos dias, tanto a Noé quanto a Ló viveram em épocas de condescendência religiosa e decadência moral. A terra estava tomada pela violência e depravação. Noé foi um pregoeiro da justiça divina, mas a sua pregação não convenceu nem converteu o povo da sua época. Assim também foi com Ló, o qual não obteve resultado algum nas suas pregações, pois o povo não queria saber de Deus. A luxúria que vai contra a natureza, a qual estava entregue era algo abominável aos olhos de Deus, o qual suportou até certo limite por causa da sua misericórdia. Em ambos os casos Deus prolongou a sua misericórdia, mas como não houve qualquer sintoma de arrependimento daquele povo, o juízo foi inevitável, tanto no tempo de Noé, como no tempo de Ló. Assim também em nossos dias observamos que a depravação está mais agravada do que naqueles tempos e o juízo de Deus certamente será inevitável. Todos os dois juízos destrutivos que Deus executou foram terrivelmente destruidores, porém o que está por vir será de proporções ainda mais destruidoras que superará os dois anteriores. O próprio Deus confirma isso pela sua palavra: (Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver. Mateus 24:21). Quem tem ouvidos e um pouquinho de juízo ouça o que o Espírito diz às Igrejas.

I – A VINDA DE JESUS SERÁ REPENTINA, POIS É UM ACONTECIMENTO SÚBITO

1. Como um relâmpago, significa que será um evento muito rápido – Lucas 17.24 Porque, como o relâmpago ilumina desde uma extremidade inferior do céu até à outra extremidade, assim será também o Filho do homem no seu dia.

A segunda vinda de Cristo, ou seja, a sua parousia, ou advento, tem algumas interpretações controversas, pois se confundem muito as duas etapas inseridas nesse grande acontecimento. No primeiro advento, Cristo vem exclusivamente para o arrebatamento da Igreja e não se manifestará ao mundo. Não vamos interpretar quando se fala que na sua vinda haverá voz de arcanjo, grande alarido ou toque de trombeta, no seu sentido literal. Todos esses sons devem ser interpretados no sentido espiritual, pois será uma manifestação sobrenatural que só os crentes prudentes que vivem no espírito ouvirão, isto porque estarão em condições de partir desse mundo para o encontro com Cristo nos ares. A outra etapa desse advento acontecerá após os sete anos da grande tribulação, quando Cristo fará o seu retorno a terra juntamente com a sua Igreja. Nessa ocasião é que todo olho o verá, pois Ele virá para destruir todo o império de satanás e fazer o julgamento das nações, onde separará as ovelhas dos bodes. Ainda voltando à questão dos sons fica a pergunta? O relâmpago faz barulho quando clareia? É obvio que não, pois o barulho do que chamamos trovão, que não têm a velocidade da luz, chega depois. Assim subentende-se que a Igreja será arrebatada na velocidade da luz, ou seja, não a tempo de arrependimento para quem vive no erro. O barulho será depois do arrebatamento quando o mundo souber que milhares de pessoas desapareceram da face da terra. Uma Igreja que não ensina sobre o futuro eterno é uma Igreja falida doutrinariamente.

2. Como um ladrão, significa ser um evento totalmente inesperado – Mt 24.43 as considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.

Reforçando aqui o pensamento de que o arrebatamento será algo secreto, essa parábola de Jesus vem dar mais luz a esse tema do arrebatamento secreto da Igreja. Essa ilustração sobre o ladrão deve ser entendida que não se trata de um ladrão qualquer que usa de violência para roubar. Aqui se trata de um ladrão que tem a habilidade de entrar numa residência furtivamente sem que ninguém perceba e os seus objetivos é somente pegar as coisas preciosas, principalmente joias de grande valor deixando de lado qualquer tranqueira. Assim podemos entender que a vinda de Cristo ilustrada nessa parábola como um ladrão, será de uma forma tão furtiva que ninguém vai perceber e levará somente o que é precioso deixando para trás as tranqueiras. Isso mostra que Jesus vai levar o que lhe é precioso, ou seja, a sua Igreja que se preparou para as bodas do Cordeiro.

II – COMO FOI NOS DIAS DE NOÉ COM O POVO NA ALEGRIA DA CARNE –

1. Comiam e bebiam como se isso fosse os seus maiores prazeres – Lc 17.27a Comiam, bebiam,

Tinham fartura das coisas e viviam numa falsa segurança, não dando ouvidos a Noé o pregoeiro da justiça que por longos cento e vinte anos junto com seus filhos passaram construindo a Arca e os alertando do juízo que estava por vir. A arca era o único meio de sobreviver ao dilúvio e o povo desacreditou disso não dando a mínima importância à fala de Noé. Assim também Cristo é o único meio de nos livrar da grande tribulação, a qual assim como foi com o dilúvio que veio subitamente, também será a vinda de Cristo para levar a sua Igreja.

2. Casavam e davam-se em casamento priorizando o prazer físico – Lc 17.27b casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos.

Os desobedientes dos dias de Noé, não se preocupavam com coisas espirituais e sim pelas que lhes davam os prazeres carnais. Em meio a um eminente e anunciado juízo continuavam no mesmo padrão de vida sem qualquer sensibilidade as mensagens que ouviam da parte de Noé. Estavam totalmente dedicados as coisas terrenas se interessando apenas pelos prazeres físicos. Nessa condição não estavam prontos e nem quiseram se preparar para se livrar da grande destruição que viria sobre toda a terra. Com essa vida desregrada em que se encontravam não haveria salvação para eles, como também não haverá para todos como os daqueles tempos, que não estão levando a sério as mensagens acerca da vinda de Cristo e continuam obstinados a uma vida desregrada sem qualquer preparação espiritual para esse grande dia.

III – A CORRUPÇÃO GERAL NA TERRA, E HOJE DE FORMA INCONTROLÁVEL.

1. Toda a terra estava corrompida e violenta e hoje em escala maior – Gênesis 6.12 E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra.

A terra estava corrompida diante de Deus a tal ponto de provocar a sua ira na determinação de destruir o mundo. Todos os tipos de pecados foram encontrados entre eles, pois foi dito que a terra estava corrompida e principalmente em relação à adoração a Deus. Eram corruptos e iníquos para desgosto de Deus e em desrespeito a Ele. Na realidade não havia temor nem tremor diante de Deus e ainda o desafiavam e o desobedeciam diante da sua face. A terra também estava repleta de violência e injustiça por parte desse povo, sendo eles ingovernáveis. O pecado se alastrou de uma forma incontrolável transformando o mundo num antro de violência de toda sorte. O próprio Deus se revela como testemunha ocular dessa corrupção e como um justo juiz, não deixaria de aplicar o juízo que eles mereciam. Assim também em nossos dias a situação está numa escala de maiores proporções e a cada dia crescendo mais. É certo que como nos dias de Noé, Deus agiu aplicando o seu juízo, também o fará com esta geração dos nossos tempos.

2. O juízo de Deus sobre a corrupção veio e virá com sua maior ira – 2 Tessalonicenses 1:8,9 Com labareda de fogo, tomando vingança dos que não conhecem a Deus e dos que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo; Os quais, por castigo, padecerão eterna perdição, longe da face do Senhor e da glória do seu poder,
A igreja só alcançará o descanso definitivo de todo o sofrimento neste mundo a partir do momento que partir ao encontro de Cristo. Ficaremos livres de todas as aflições e angústias, que na realidade são necessárias para o nosso fortalecimento, pois se o crente não passasse por dificuldades certamente muitos esmoreceriam na fé. Outro alívio também é saber que todo o mal terá a sua justa punição no julgamento final. A vingança divina terá seu início após o arrebatamento da Igreja, onde todos que não obedecem ao evangelho e não creem em Cristo receberão a punição que pertence exclusivamente a Deus. O crente que não leva a sério a sua vida espiritual não entrará no rol dos arrebatados por Cristo. Esses não terão esperança, pois não haverá uma segunda oportunidade para os que ficaram. Nesse dia se verá a diferença entre os que servem e os que não servem a Deus, pois no arrebatamento será separado o joio do trigo. Todos os ímpios, incrédulos e os crentes que ficarem serão todos mortos fisicamente no período dos sete anos, com exceção para os povos da descendência de Abraão e alguns gentios que aceitarem a Cristo nesse período e que não tiverem a marca da besta.

IV – COMO FOI NOS DIAS DE LÓ ONDE A IMORALIDADE PREDOMINAVA

1. Dias de intensa corrupção onde os valores morais são ignorados – Lucas 17.28 Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam;
Os habitantes de Sodoma, juntamente com a vizinha Gomorra foram destruídos subitamente por causa da sua grande iniquidade. Faziam coisas que eram normais, como todos fazem, tais como; beber, comer, comprar, vender, plantar e edificar, porém fora dessa rotina eles faziam coisas que iam contra a natureza, tais como, o homossexualismo e toda sorte de impureza sexual, o que é uma prática abominável aos olhos do Senhor. Essa prática nos dias de hoje continua numa escalada de proporções maiores que naqueles dias e isso faz parte de outros vários motivos que vem provocando a ira divina, a qual será derramada por toda a face da terra e não localizada como foi em Sodoma. Só escaparam Ló e suas duas filhas que eram os mais crentes, ficando para traz a sua mulher que coxeava entre dois pensamentos. (2 Pedro 2.9 Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados; ).
2. A corrupção mundial afundada no homossexualismo e lesbianismo – Levítico 18:22; Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;
Essa é uma prática abominável, ou seja, uma coisa execrável e repulsiva totalmente condenada por Deus. Quando Deus ordenou e estabeleceu estas leis cíveis ao povo de Israel, determinou que se homens fossem flagrados praticando esses atos sexuais ilícitos, seriam condenados à morte. Em nossos dias esta abominação tem se alastrado de uma forma assustadora, isto porque exigiram direitos de casamento e vários países tem oficializado essa coisa execrável. Temos visto no meio evangélico pastor se casando com pastor e pastora se casando com pastora e o pior ainda, abrindo as suas próprias igrejas. (De acordo com a lei de Cristo, aqueles que se tornam culpados desse pecado estão excluídos do reino de Deus (Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. 1 Coríntios 6:10).
3. A destruição da família vem por vários meios de desconstrução – Gênesis 1:27 E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
O ser humano foi feito macho e fêmea, com os objetivos de propagar e dar continuidade a raça humana. A liberalidade geral principalmente na sexualidade contrária a natureza faz com que toda raça humana permaneça condenada como pecadora, merecendo a ira e a punição divina. O pecado nesse quesito revela uma imoralidade desenfreada, onde todos perderam a noção do que é moral e imoral indo cada um seguindo as suas próprias paixões. Essas coisas têm destruído muitas famílias, pois a própria mídia tem sido a doutrinadora de muitas pessoas com os seus programas que induzem ao homossexualismo, lesbianismo, prostituição, traições e outras séries de abominações. Deus não pode tolerar o pecado e muito menos esses que são abomináveis aos seus olhos e do céu a sua ira se manifestará contra todos aqueles que persistem no pecado. O sexo não pode ser um padrão de comportamento, para que o crente substitua a sua santidade pelo prazer sexual. Quando isso acontece as perversões sexuais se tornam desenfreadas ao ponto de transgredirem aquilo que deve ser natural. O comportamento homossexual é estritamente proibido nas Escrituras, porém muitos afrontam a Deus considerando isso como aceitável até mesmo por algumas igrejas. Não adianta a sociedade querer definir padrões para as leis de Deus, pois elas são imutáveis.

Publicado no site Esboços da EBD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.