Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas – Pr. Adilson Guilhermel

Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas – Pr. Adilson Guilhermel

Texto Áureo: 2 Timóteo 3.1 “Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.”

Leitura Bíblica em Classe: Mateus 24.4, 5,11-13; 1 Tessalonicenses 1.10

Introdução: Com os prenúncios da vinda de Jesus para arrebatar a sua Igreja, esta doutrina dos finais dos tempos não pode ser omitida. A Igreja precisa estar conscientizada doutrinariamente e deve estar preparada para este grande dia, dia esse que se dará subitamente e sem tempo de arrependimento. Jesus disse que assim como foi nos dias de Noé, onde a terra estava na eminência de um terrível juízo, o povo não dava ouvidos a esse pregoeiro da justiça e pela sua dura cerviz acabaram perecendo na grande inundação que destruiu a todos com exceção da família de Noé. Estamos vivendo os últimos dias da Igreja na terra, isto porque todas as promessas acerca do arrebatamento estão em pleno cumprimento e se faz notórios pelos tempos terríveis que a humanidade vem enfrentando. São tempos de impiedades crescentes onde está se culminando com o clímax da maldade, que são prenúncios da revelação do homem do pecado, o qual é o anticristo. Esses tempos, pois, são tempos de muita pressão para a verdadeira igreja, porque a falsa igreja conduzida por charlatões ploriferam suas heresias que na realidade traz grandes prejuízos ao verdadeiro evangelho. A causa maior não é tanto pela perseguição de fora, a qual em nosso país ela quase inexiste, o problema maior são as corrupções internas. Homens com aparência de piedade, corruptos e perversos estão fazendo um grande mal à Igreja. Essa corrupção no meio eclesiástico tem se propagado de uma forma incontrolável e o perigo maior é que eles trabalham na conduta e consciência das pessoas e, é difícil manter a integridade do povo no meio dessa corrupção geral, porque as propostas são tentadoras para aqueles que vivem correndo atrás de curas e prosperidade. As heresias dos tempos passados eram suaves e insignificantes quando comparadas com as heresias presentes, as quais são os prenúncios mais fortes da segunda vinda de Cristo. A tendência como é possível observar é o aumento constante desses falsos pastores que adotam todo tipo de heresia na sua ganância de conquistar mais adeptos leigos com suas escandalosas mentiras para explorá-los financeiramente.

1 – O MAIOR PERIGO PARA A IGREJA SÃO OS ENGANADORES E NÃO OS PERSEGUIDORES – Mateus 24.4 E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane;

A Igreja nos seus primórdios sofreu as mais terríveis perseguições, tanto pelos vários imperadores romanos, como depois com o surgimento do papado. Esses últimos por sua vez foram os mais cruéis inimigos do verdadeiro cristianismo, os quais estabeleceram o conhecido período da inquisição, onde milhares de cristãos que professavam o verdadeiro evangelho foram mortos e torturados pela Igreja católica romana. O objetivo diabólico do papado era um ecumenismo forçado, onde o papa seria a cabeça de todo o cristianismo. Contudo toda essa perseguição teve um efeito negativo para esses instrumentos do Diabo, pois ao invés de diminuir a Igreja verdadeira cuja cabeça é Cristo, só contribuiu para que ela se multiplicasse ainda mais, isto porque as portas do inferno nunca prevalecerão contra a Igreja do Senhor. Nunca se pode esquecer que Satanás sempre está por trás de tudo isso, e quando os seus planos não atingem o resultado esperado, as suas estratégias mudam para outros planos contra a Igreja de Cristo. O levantamento de várias seitas com alguma similaridade imitativa da igreja de Cristo foi uma das armas do Diabo para descaracterizar o verdadeiro evangelho. Mas, isso ao longo dos anos perdeu a sua força e hoje já são identificadas como seitas por muitos. Agora, o que mais vem dando resultados para o Diabo, foi à introdução no meio evangélico dos falsos pastores, bispos, apóstolos, profetas e muitos outros. Isso é algo que já vem desde os primórdios da Igreja e ao longo dos tempos vem ganhando força e em nossos tempos vem atingindo o seu ápice. Vemos hoje uma corrupção com grande parafernália de heresias descabidas, onde esta corrupção se alastra para a grande parte da cristandade. Jesus sabendo que muitos mercenários da fé se aproveitariam do seu evangelho advertiu para que se tome cuidado com os falsos profetas

2 – CUIDADO COM OS ENGANADORES QUE AGEM COMO SE FOSSEM O PRÓPRIO CRISTO – Mateus 24.5 Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.

Quando se diz que Satanás aparece como um anjo de luz, na realidade trata-se de um líder religioso que aos olhos de muitos parece ser um verdadeiro profeta de Deus, mas que na realidade é um instrumento do maligno para enganar os leigos na fé. Esses enganadores fingem ter inspiração divina e dizem ter o espírito de profecia, quando na realidade não passam de uma grande mentira. Havia, naquela época, uma expectativa geral pelo aparecimento de Cristo, isto porque Ele disse que viria logo e isso deu oportunidade aos aproveitadores que movidos por uma ambição desmedida procuravam se passar por Cristo. Todos os que surgiram nesse tempo foram desmascarados, pois eram meros mortais e não conseguiriam levar o povo ao engano por muito tempo. O cumprimento final desta profecia está voltada para o anticristo que no período da grande tribulação vai se proclamar como o cristo e este, nesse período enganará a muitos. Em nossos tempos têm surgido alguns, mas são figuras totalmente ridículas que nem o povo do mundo acredita.

3 – PROCURE CONHECER A PALAVRA DE DEUS PARA IDENTIFICAR OS FALSOS ENSINOS – Mateus 24.11 E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.

Quem não tem uma fé centralizada nos preceitos divinos são facilmente enganados pelos falsos profetas. Para muita gente uma das maiores tentações em tempos de dificuldade é seguir qualquer milagreiro autoproclamado que promete solucionar todo tipo de problema. A quantidade de falsos profetas é alarmante, mas isso foi previsto por Jesus, quando disse que surgiriam muitos e, essa proliferação já é um fato que ninguém pode negar. Eles usam de grande habilidade para arrebanhar o maior número de almas que caem nos seus laços. Os que persistem serem desencaminhados por esses falsos profetas movidos por interesses pessoais não pertencem ao verdadeiro rebanho de Cristo. Sempre houve falsos profetas, porém nesses tempos a multiplicação desses é alarmante. Esses são também sinais de que Cristo está muito próximo de vir buscar a sua Igreja. A exploração da fé em qualquer sentido é pecado e muito mais com o uso de uma variedade absurda de objetos supostamente ungidos para tirar recursos financeiros do povo. A bíblia não dá qualquer base para essas ações corruptas, portanto, isso que muitos não sabem e se deixem enganar por esses mercenários da fé, é totalmente diabólico.

4 – QUANDO UM LÍDER SÓ FALA AQUILO QUE VOCÊ QUER OUVIR, É UM LÍDER FALSO – Mateus 24.12 E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.

Quando Jesus falou sobre a multiplicação da iniqüidade, ele não estava se referindo no contexto de mundo e sim no meio da sua igreja. A iniqüidade no meio cristão é quando se chega ao ponto de se acostumar com o pecado e não ter mais vergonha de praticá-lo. Iniqüidade são coisas erradas praticadas na Igreja que são contrárias a palavra de Deus. Têm sido noticiados até mesmo na mídia secular, fatos voltados à corrupção no meio evangélico, a liberação de divórcio para pastores, pastores se divorciando para se casar com outra, o culto a um time de futebol no altar, lavagem de dinheiro e muitas outras aberrações e escândalos das mais variadas ordens. Jesus falou a respeito disso ao mencionar ser mister que venham os escândalos, mas ai por quem os escândalos vêem. O que impressiona muita gente é a questão de milagres nas reuniões com determinados pastores. O que muitos não sabem é que Satanás também tem poder para fazer milagres e isso é um alerta do próprio Cristo quando disse: (Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos. Marcos 13:22). Esses escândalos e enganos acabam abalando a fé de muitos crentes, como também muitos que poderiam vir para Cristo, e por essa razão acabam se escandalizando com essas coisas e usam isso como argumento para não abraçarem a fé cristã. Existem falsos profetas hoje em dia, líderes que engodam as pessoas com invencionices e sempre trazendo aquilo que elas desejam ouvir, tais como, prosperidade, milagres urgentes, curas e muito mais. Os falsos ensinos trazem uma devassidão moral, a qual é uma doença particularmente destrutiva. Essa doença é a perda do verdadeiro amor por Deus e pelos outros. O amor esfria quando o pecado direciona a nossa atenção para nós mesmos e aos nossos desejos.

5 – SOMENTE OS FIÉIS SEGUIDORES DE CRISTO PODERÃO ENTRAR NO REINO DE DEUS – Mateus 24.13 Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.

Somente aqueles que são fieis discípulos de Jesus terão o seu ingresso para entrar no reino de Deus. A condição é estar no caminho da salvação cumprindo corretamente os preceitos divinos, para alcançarem a promessa. O fim se trata do final da dispensação da graça, quando Cristo voltar para arrebatar a sua Igreja. Essa é uma promessa preciosa que não deve ser ignorada, pois o que a de vir, virá e não tardará. Precisamos caminhar com a certeza da nossa salvação, pois é com essa certeza que nós temos força para suportar todo tipo de tribulação. Mesmo sofrendo ou morrendo, nenhum seguidor de Jesus sofrerá a perda da sua eternidade com Cristo. “Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios” (1 Tm 4.1).

6 – TODOS OS CRENTES DEVEM AGUARDAR DO CÉU A VINDA DO FILHO DE DEUS – 1 Tessalonicenses 1:10 E esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura.

É preciso ser convertido de verdade, como também servir a Cristo com determinação e estar sempre nutrindo a esperança da sua vinda. Todo crente que tem certeza da sua salvação deve esperar ansiosamente a segunda vinda de Cristo para arrebatar a sua Igreja. Ele disse que ia preparar lugar, mas que voltaria, para que onde Ele estivesse a sua Igreja também estivesse. (Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, 1 Tessalonicenses 5:9). A ira de Deus é uma certeza de que será derramada sobre toda a face da terra logo após o arrebatamento da Igreja. O mundo pecador será destruído no período dos sete anos da tribulação, com cerca de quase oito bilhões de pessoas serão mortas fisicamente. Lembrando que todos esses quase oito bilhões na realidade continuam vivos, pois o nosso espírito não morre, e todas essas multidões de espíritos irão para o lugar de tormento onde aguardarão o juízo final. Sobreviverão apenas os que não se deixarem marcar com o sinal da besta. (Porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir? Apocalipse 6:17). Muitos tentaram prognosticar o dia da vinda de Jesus e foram ridicularizados, porém Jesus nos dá uma indicação de tempo e não de dias, quando proferiu esta parábola: Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar. Mateus 24:32-35
Atente bem para esta interpretação: A figueira é Israel que foi reconhecido como estado judeu em 1948, os ramos é a figueira Israel que se ramificou na guerra dos seis dias em 1966 expandindo o seu território, o verão é a grande tribulação, ele está às portas é a sua segunda vinda em duas etapas: a primeira para arrebatar a igreja, e a segunda após os sete anos da grande tribulação. Não passará esta geração significa a geração de 1948 desde quando Israel foi estabelecido, lembrando que uma geração é de setenta a oitenta anos. Jesus confirma que as suas palavras não hão de passar, alertando que esse tempo é uma certeza. Portanto se você tem juízo e quer ir para o céu, ouça o que o Espírito diz a Igreja.

Comentarista: Pastor Adilson Guilhermel

Publicado no blog Esboços da EBD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *