Depressão, um Mal do Nosso Tempo – Sulamita Macedo

Depressão, um Mal do Nosso Tempo – Sulamita Macedo

Lição 08: Depressão, um mal do nosso tempo

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.

– Perguntem como passaram a semana.

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais,deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

– Apresentem o título da lição: Depressão, um mal do nosso tempo.

– Depois façam a distinção entre Espírito, Alma e Corpo.

– Coloquem no quadro as palavras ESTRESSE, ANSIEDADE, DEPRESSÃO, FOBIAS e SÍNDROME DO PÂNICO.

– E, em seguida, afirmem que estas palavras referem-se a doenças da alma. Forneçam informações sobre cada uma delas. Nesse momento, é importante a participação dos alunos, com depoimentos de situações sobre o tema em estudo.

– Depois, apliquem a dinâmica “Terra de conflito”.

– Agora, trabalhem o conteúdo da lição.

Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Terra de Conflito

Objetivo: Introduzir o estudo sobre ansiedade.

Material:

01 coração feito de cartolina para cada aluno

01 caixa de palitos de fósforos

01 bandeja

Procedimento:

– Entreguem 01 coração feito de cartolina para cada aluno.

– Falem: Quando falamos em coração, nos remetemos a fonte de ideias, das emoções, dos sentimentos etc.

– Perguntem:

Como está seu coração?

Seu coração é uma terra que está em conflito?

– Depois, falem:

Observem as seguintes orientações:

Se o seu coração:

Estiver tranquilo, não faça nada com ele.

Estiver sofrendo pressão, amasse-o.

Estiver dividido, sem saber o que fazer, divida ele ao meio, mas deixe uma parte ainda sem rasgar.

Se estiver inquieto, como algo que queima e incomoda, acenda um fósforo e queime uma parte do coração.

– Em seguida, recolham os corações e reflitam sobre as situações que os alunos estão vivenciando, representadas pelos corações, como terra de paz ou de conflito.

– Para concluir, leiam:

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”(Provérbios 4:23).

“Lançai sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós”(1 Pedro 5:7).

“Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará”(Salmos 37:5).

Por Sulamita Macedo.

Publicado no blog Atitude de Aprendiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *