Crenças Religiosas – Sulamita Macedo

Crenças Religiosas – Sulamita Macedo

Lição 11: Crenças religiosas

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.

– Perguntem como passaram a sema

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais,deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

– Apresentem o título da lição: Crenças religiosas.

– Agora, trabalhem o conteúdo da lição.

Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

– Para concluir, utilizem a dinâmica “Identidade Cristã”

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Identidade Cristã

Objetivo: Refletir sobre o papel da igreja na formação da identidade cristã, através do ensino da Palavra de Deus, rejeitando as formas diversas do sincretismo religioso.

Material:

01 prato

01 copo transparente

01 vela

Água

01 caixa de palito de fósforos ou isqueiro

Procedimento:

– Falem: A igreja prega a palavra de Deus, apresentando a mensagem de esperança para o mundo em trevas. Os que aceitam a Cristo estão na luz. Jesus disse: “Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte”(Mateus 5:14).

– Acendam a vela e a coloquem no centro do prato, em posição vertical, observando se a mesma está firme.

– Depois, coloquem a água no prato, tendo cuidado para não transbordar.

– Falem que o crente, representado pela vela acesa, é luz do mundo. O meio em vivemos é o prato e a água é a Palavra de Deus.

– Falem: A Palavra de Deus precisa ser preservada e o seu ensino transmitido de forma fiel, observando suas orientações para que não haja desvios doutrinários. Dessa forma, a igreja cumpre o papel de formar a identidade cristã.

Há de se ter o cuidado com a introdução do sincretismo evangélico, que se apresenta com elementos de várias religiões.

– Falem ainda que o copo representará aquilo que pode apagar a luz do evangelho genuíno, tirando a primazia de Deus e oportunidade para o pecado.

– Emborquem o copo sobre a vela e observem o que acontece.

– Perguntem: O que aconteceu? Mostrem para os alunos as reações ocorridas.

Além da vela ter se apagado, toda a água foi sugada para dentro do copo! Que lições podemos tirar deste procedimento?

Para que a doutrina bíblica seja preservada é necessário cuidado e vigilância quanto ao surgimento de elementos sincréticos que contrariam as Sagradas Escrituras, para que o brilho do evangelho não seja sufocado com a prática de ritos e costumes diferentes daqueles prescritos na Bíblia.

– Para finalizar, leiam:

“Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo” (Cl 2:8).

Ideia original desconhecida.

Esta versão por Sulamita Macêdo.

Publicado no blog Atitude de Aprendiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *