As Consequências das Escolhas Precipitadas – Daniel Conegero

As Consequências das Escolhas Precipitadas – Daniel Conegero

As Consequências das Escolhas Precipitadas é o tema da lição 5 das Lições Bíblicas CPAD do 4º trimestre de 2016 para a Escola Bíblica Dominical. Neste estudo bíblico falaremos sobre o perigo das escolhas precipitadas, usando como exemplo as escolhas insensatas de Ló.Lição 5: As Consequências das Escolhas Precipitadas

Texto Áureo:

O homem paciente dá prova de grande entendimento, mas o precipitado revela insensatez.
(Provérbios 14:29)

Leitura Bíblica em Classe: Gênesis 13:7-18

Introdução – Lição 5: As Consequências das Escolhas Precipitadas

Lições Bíblicas 4º Trimestre de 2016Escola Bíblica Dominical

O livro de Gênesis nos mostra a convocação divina que Abraão recebeu acerca das promessas de Deus para sua vida. Quando saiu de Ur dos Caldeus, e depois de Harã, a Bíblia nos informa que seu sobrinho, Ló, o acompanhou.

Durante muito tempo Ló esteve ao lado de Abraão, porém chegou o momento em que a separação foi necessária. A partir daí, a história de Ló nos ensina uma lição sobre as consequências das escolhas precipitadas.

I- O Cuidado Com as Escolhas – Lição 5: As Consequências das Escolhas Precipitadas

Todos nós somos convidados a tomar decisões a cada dia. Algumas são muito significativas, outras não passam de simples rotina, pequenas escolhas em nosso cotidiano. Se a Bíblia nos ensina acerca da soberania de Deus sobre tudo, ela também nos ensina acerca da responsabilidade humana.

A doutrina bíblica sobre esse assunto nos adverte a respeito da importância das nossas escolhas, mas também demonstra a verdade de que nenhuma de nossas decisões está à parte dos decretos soberanos de Deus.

Isso significa que, ao mesmo tempo em que estamos sob o controle de Deus, também somos moralmente responsáveis, de modo que nossas escolhas têm efeitos expressivos. Obviamente entender essa relação é um pouco complicado para a nossa limitada compreensão humana.

O que sabemos é que nada pode frustrar os planos do Senhor, mas algumas pessoas tentam ignorar completamente a responsabilidade humana, tentando se esconder atrás da soberania de Deus para justificarem suas próprias decisões erradas.

Sim, Deus é soberano, mas isso não nega o fato de que precisamos tomar cuidado com o que escolhemos. Haverá um dia em que todas as nossas escolhas viram à tona, e teremos que prestar contas de todas as nossas obras. Leia mais sobre isso no texto “O Juízo Final“.

II- Ló é Atraído Por Aquilo Que Vê – Lição 5: As Consequências das Escolhas Precipitadas

Quando o assunto é o cuidado que devemos ter ao tomar alguma decisão, Ló, o sobrinho de Abraão, certamente serve de exemplo. A Bíblia descreve detalhadamente as consequências das escolhas precipitadas de Ló.

Ló e Abraão andaram juntos por um bom tempo, mas parece que Ló não aprendeu com o patriarca. Ao lado do tio, Ló também prosperou bastante. Ele tinha rebanhos, servos e servas, de modo que num determinado momento começou haver alguns problemas entre os pastores de Ló e de Abraão, por conta da falta de recursos.

Para que não houvesse mais contentas, Abraão e Ló se separaram. Abraão deu a Ló a oportunidade de escolher a direção a qual desejaria partir. Como líder da família, Abraão tinha o direito de escolher primeiro, mas ele permitiu que Ló escolhesse.

Aqui podemos notar uma grande diferença entre Abraão e Ló. A confiança de Abraão em Deus era tão grande que Ele sabia que independente da direção que lhe sobrasse, os propósitos de Deus seriam cumpridos.

Abraão tomava suas decisões de acordo com a vontade de Deus, enquanto Ló confiava naquilo que seus olhos podiam ver.

III- Ló, Um Caso de Prosperidade e Perdas – Lição 5: As Consequências das Escolhas Precipitadas

Quando teve em suas mãos a oportunidade de escolher, Ló escolheu as campinas bem regadas do Jordão. Aos seus olhos, aquele seria o lugar perfeito para os seus rebanhos, e Sodoma parecia ser a cidade da prosperidade.

Todavia, foi ali que Ló sentiu as consequências das escolhas que tomou. Ele levou sua família para uma cidade terrivelmente iníqua. Quando Sodoma caiu diante de Quedorlaomer e seus três aliados, Ló e sua família foram levados cativos e seus bens foram confiscados.

Ao saber do ocorrido, Abraão atacou os aliados vencedores e recuperou os prisioneiros e os bens que foram levados como espólio de guerra, incluindo a família de Ló. Quem sabe ali Ló não teve a oportunidade de partir de Sodoma e procurar outro lugar? Mas não foi isso o que aconteceu, Ló voltou para Sodoma, ele e sua família estavam estabilizados na cidade do pecado.

O Apóstolo Pedro escreveu dizendo que Ló afligia sua alma, devido à tamanha perversidade que o cercava naquela cidade (2Pe 2:8). As consequências das escolhas precipitadas estavam o atormentando, mas mesmo assim ele continuava lá.

Quando os anjos do Senhor foram até Sodoma para livrar Ló e sua família da destruição, nós podemos perceber o impacto profundo que os costumes daquela cidade tiveram sobre a vida de Ló.

Os homens de Sodoma cercaram sua casa, pois queriam possuir de qualquer forma os dois mensageiros do Senhor que estavam ali. Ló então ofereceu suas próprias filhas virgens àqueles homens. Quanta insensatez não é mesmo?

Mesmo estando diante dos anjos do Senhor, Ló propôs uma solução abominável. Ele estava provando explicitamente a providência de divina, mas ainda assim parecia desconhecer a soberania do Deus que estava lhe dando o livramento. Saiba mais sobre isso lendo os textos: “A História de Ló” e “As Cidades de Sodoma e Gomorra“.

Conclusão – Lição 5: As Consequências das Escolhas Precipitadas

O juízo de Deus veio sobre Sodoma, e destruiu toda aquela campina bem regada do Jordão. O campo verde e fértil que tanto chamou a atenção de Ló, agora estava deserto e estéril. Ali Ló perdeu sua esposa, seus bens, seus amigos, seus genros e todos os seus projetos.

A situação de Ló era tão grave que mesmo tendo sido ordenado a deixar a cidade, ele ainda hesitou em abandoná-la. Ló foi tirado de Sodoma praticamente a força (Gn 19:16). Talvez ele estivesse disposto a morrer por sua ambição.

Por fim, sua descendência foi a consequência final das escolhas precipitadas que tomou. Ló foi avó de seus filhos e pai de seus netos, ou seja, suas próprias filhas o embriagaram e engravidaram dele. Seus filhos deram origem aos moabitas e amonitas, povos inimigos do povo de Deus.

Publicado no Blog Estilo Adoração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *