Mês: março 2016

O Destino Final dos Mortos – Ev. Luiz Henrique

O Destino Final dos Mortos – Ev. Luiz Henrique

Lição 13 – O Destino Final dos Mortos

1º trimestre de 2016 – O Final de Todas as Coisas – Esperança e Glória Para os Salvos

Comentarista da CPAD: Pr. Elinaldo Renovato de Lima

Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva

NÃO DEIXE DE ASSISTIR AOS VÍDEOS DA LIÇÃO ONDE TEMOS MAPAS, FIGURAS, IMAGENS E EXPLICAÇÕES DETALHADAS DA LIÇÃO

http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm

AQUI VOCÊ VÊ PONTOS DIFÍCEIS DA LIÇÃO – POLÊMICOS

 

TEXTO ÁUREO
“Se esperamos em CRISTO só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.” (1 Co 15.19). 

O Destino Final dos Mortos – Pr. Adilson Guilhermel

O Destino Final dos Mortos – Pr. Adilson Guilhermel

Texto Áureo: “Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.” (1 Co 15.19).

Leitura Bíblica em Classe: Lucas 16.19-26

VIDA, MORTE E VIDA APÓS A MORTE


Introdução: Aceitar a ressurreição de Cristo como um evento único por causa da sua natureza divina e não aceitar ressurreição semelhante era algo considerado improvável para alguns cristãos do tempo contemporâneo ao apóstolo Paulo. A refutação de Paulo a esse pensamento descabido por parte desses cristãos foi enfática: Se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou. Porém a lógica totalmente confirmada pela Palavra de Deus é que Cristo ressuscitou e que todos os salvos são ressuscitados espiritualmente com Ele na conversão. Isso volta a acontecer no lado físico para os que já morreram no arrebatamento da igreja quando esses corpos ressuscitarão e passarão a ser corpos glorificados. Quanto aos que estiverem vivos na ocasião do arrebatamento serão transformados com os corpos glorificados. Assim alguns crentes de Coríntios pregavam que Cristo arrebataria só os vivos e que os já mortos não teriam participação no arrebatamento, pois não acreditavam que haveria ressurreição dos mortos no momento do arrebatamento. Essa é a razão pelo qual o apóstolo exorta os coríntios dizendo que se esperamos Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis dos homens. A ressurreição de Cristo é o fator essencial para todas as fases em que houver ressurreições, ou seja, no arrebatamento, quando os salvos da antiga aliança que estão mortos no sentido físico, os mortos da igreja no sentido físico e os mártires mortos no sentido físico da grande tribulação que serão ressuscitados e transformados. As duas últimas ressurreições no sentido físico acontecerão ao final do reino milenar, quando os salvos mortos no sentido físico nesse período ressuscitarão fisicamente para a nova terra e os mortos no sentido físico perdidos em todas as épocas ressuscitarão para o julgamento do trono branco. Quando se diz mortos no sentido físico é porque o que morre é o corpo físico e não o espírito que é imortal, isso tanto dos salvos, como dos perdidos. Tudo isso só será possível porque verdadeiramente Cristo ressuscitou ao terceiro dia. Se Cristo não ressuscitasse, nem salvos ou perdidos ressuscitariam.
Pages